Alcinéa Cavalcante

Liberdade de expressão!
Macapá - Amapá

Presente de Natal para político

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 09/12/09 as 3:07 pm

Gente, político também merece ganhar presente de Natal.

Como é moda deixar nas lojas listas com sugestão de presentes para casamento, aniversário, batizado, vamos embarcar neste trenó e guiados pelo espírito natalino deixemos uma listinha de sugestão de presentes para aqueles nobres políticos que representam (bem mal) o povo.

O blog fez esta  listinha de sugestão de presentes sob medida para eles, que você, leitor, pode completar.

Vamos lá:

a) Uma caixa de panetone

b) Um barril de óleo de peroba

c) Uma escultura com cara de pau e testa de ferro

d) 365 diárias num presídio de segurança máxima

e) Convite de uma importante editora para que ele escreva o livro “O combinado não é caro”

f) Rolos de esparadrapo para passar na boca dos jornalistas e blogueiros

g) Uma cópia colorida e emoldurada de sua (dele) folha corrida

h) Algemas de várias cores para combinar com a gravata

i) Pijama listrado e com o número 171 estampado bem grande na frente e atrás

j) Ficha de inscrição vip do Sindicato do Crime

l) Cuecão e meias porta-grana

No clima do Natal

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 09/12/09 as 2:58 pm

O blog entra no clima de Natal e a partir de hoje dará sugestões de comidas (para tornar a ceia mais deliciosa) e presentes para amigos, coleguinhas, gente do bem e até para os políticos patifes (eles também merecem ganhar presentes, né não?).
Poemas, crônicas e frases sobre o Natal, fotos deste e de outros natais etc etc você encontrará no blog a partir de hoje.

Ei, vai ficar aí só olhando pra tela do computador? Deixa disso e ajuda a fazer o blog. Mande  receita de um prato,  aperitivo,  drink; mande uma foto da sua casa decorada para o Natal; mande uma foto da família num outro Natal; mande piadas, poemas, crônicas e tudo o mais que você quiser compartilhar com os leitores deste blog.
O nosso e-mail é: alcinea.c@gmail.com

E lá vai a primeira receita para deixar a ceia de Natal mais gostosa. Foi enviada pela Célia Corte, do bairro do Trem.
É uma receita de arroz que ela pegou no Panelinha.
Eis:

Arroz com amêndoa e champanhe

Ingredientes:
1/2 xícara (chá) de amêndoas
3 xícaras (chá) de água
1 colher (sopa) de óleo
1/4 de cebola picada
2 xícaras (chá) de arroz lavado
1 1/2 xícara (chá) de champanhe
sal e pimenta-do-reino a gosto


Modo de preparo:
1. Numa panela, coloque a água e leve ao fogo alto. Quando ferver, desligue. Acrescente as amêndoas e deixe aferventar por 3 minutos. Prepare uma tigela com água e gelo. Escorra a água quente da panela com as amêndoas e transfira-as para a tigela. O choque térmico faz com que a pele das amêndoas se solte facilmente. Deixe resfriar por 2 minutos e retire a pele, uma a uma.

2. Preaqueça o forno a 160ºC (temperatura baixa) por 10 minutos e desligue.

3. Numa assadeira, coloque as amêndoas e leve ao forno desligado por 10 minutos. Chacoalhe a assadeira de vez em quando para que as amêndoas assem por igual. Em seguida, coloque-as numa tábua e corte-as em lâminas com uma faca afiada. Reserve.

4. Numa chaleira, coloque as 3 xícaras (chá) de água e leve ao fogo alto.

5. Numa panela média, coloque o óleo e leve ao fogo baixo. Acrescente a cebola e refogue até que fique transparente, com cuidado para não deixar queimar. Junte o arroz lavado e refogue por 1 minuto. Despeje a água quente, tempere com sal e pimenta-do-reino e misture bem. Aumente o fogo. Quando a água ferver, abaixe novamente. Tampe a panela e deixe cozinhar.

6. Quando o arroz começar a secar, adicione o champanhe e deixe terminar o cozimento. Misture as amêndoas delicadamente e transfira para uma travessa. Sirva a seguir.

É uó do bobó

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 09/12/09 as 1:33 pm

De um mestrando em ciências contábeis na Universidade Federal do Rio de Janeiro que faz um trabalho sobre as capitais brasileiras recebo um e-mail me perguntando se a Prefeitura de Macapá tem página na internet, pois já procurou em todos os sítios de busca e nada encontrou.

Vou responder o que? Que a prefeitura de Macapá deve estar ainda na era da máquina de datilografia.
Cá pra nós, uma prefeitura de capital sem página na Internet é uó do bobó. Né não?

Sem-tetos fazem nova manifestação

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 09/12/09 as 1:18 pm

Daqui a pouco, com megafones, carros de som, faixas, cartazes e palavras de ordem, os sem-tetos estarão reunidos na frente da Assembléia Legislativa e de lá, às 16h, marcharão para o Palácio do Setentrião na esperança de serem recebidos pelo governador Waldez Góes. Vão  cobrar dele políticas públicas na área da habitação.
A organização do movimento estima que 500 sem-tetos estarão participando da manifestação hoje.
Faça chuva ou faça sol.

Sexta sem energia

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 09/12/09 as 1:09 pm

Vai faltar energia durante toda a manhã de sexta-feira nos municípios de Ferreira Grande e Porto Grande.
Diz a Eletronorte que a interrupção no fornecimento de energia é necessária para que se faça manutenção preventiva do disjuntor de 13,8KV da subestação Coaracy Nunes.

Depois de uma gripe braba

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 09/12/09 as 1:04 pm

tô voltando.  Devagar, mas tô.
Daqui a pouco novidades aqui no blog.

Amapá ganha laboratório referência em aquicultura e pesca

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 09/12/09 as 1:00 pm

Em 2010 a Embrapa Amapá vai inaugurar, na sede da instituição, em Macapá, um laboratório referência em aquicultura e manejo de recursos pesqueiros, composto de ambientes equipados para pesquisas em criação de crustáceos, nutrição aquícola, sanidade aquícola, reprodução e ecologia de peixes e estudos da qualidade da água para atividades aquícolas. A área construída ocupará 530 metros quadrados e contará também com galpão para experimentos, sala para produção de alimento vivo, banheiros, uma copa, cinco salas para pesquisadores, depósito de materiais e fábrica de ração.

Aquicultura é o cultivo de organismos aquáticos como peixes, moluscos, crustáceos e algas.

A obra está sendo iniciada esta semana e representa um investimento de quase R$ 800 mil de recursos de emenda parlamentar da deputada federal Janete Capiberibe (PSB/AP). Na manhã desta sexta-feira, 11/12, a partir das 9 horas, o chefe-geral da Embrapa Amapá, pesquisador Silas Mochiutti, receberá convidados, entre empregados da empresa, dirigentes e técnicos de instituições públicas e privadas, piscicultores, entre outros, para a solenidade de lançamento da pedra fundamental do Laboratório de Aquicultura e Pesca da Embrapa Amapá.

A programação terá início no auditório, onde os cinco pesquisadores que atuam na aquicultura e pesca farão uma rápida apresentação de suas respectivas atividades, em seguida acontecerá a cerimônia de lançamento da pedra fundamental no terreno onde está sendo construído o prédio do laboratório. Todas as instalações do Laboratório de Aquicultura e Pesca seguem  as BPLs (Boas Práticas de Laboratórios) conforme normas internacionais de qualidade.

De acordo com o chefe-geral da Embrapa Amapá a obra é uma das iniciativas voltadas ao atendimento das demandas apresentadas por diversos segmentos do setor produtivo do estado e também da comunidade acadêmica, na época da elaboração do IV Plano Diretor da Embrapa Amapá, válido até 2011. “Com relação ao desenvolvimento da aquicultura no Estado, a Embrapa Amapá vem realizando desde 2007 atividades nesta linha de pesquisa e investindo na contratação de pessoal especializado”, disse Silas Mochiutti.

Ao mesmo tempo, a Embrapa Amapá elaborou o projeto do laboratório e para viabilizá-lo conta com recursos da emenda parlamentar da deputada Janete Capiberibe ao Orçamento Geral da União de 2009, que é voltada para incentivar a transferência de tecnologias que promovam a cadeia produtiva da aquicultura junto às comunidades de produtores familiares, ribeirinhos e pequenos e médios empreendedores aquícolas, com foco na recuperação e uso intensivo das áreas impactadas do Amapá.

Entre os vários resultados esperados com o funcionamento do Laboratório de Aquicultura e Pesca e o consequente fortalecimento destas atividades produtivas no Amapá, Silas Mochiutti cita os impactos na economia regional como o aumento do valor agregado das espécies cultivadas, introdução de tecnologias capazes de superar o atraso da economia regional, internalização de renda a partir da verticalização da produção das matérias-primas necessárias à produção aquícola, melhoria do abastecimento interno de produtos pesqueiros e aquícolas básicos e o estímulo ao aproveitamento econômico racional da flora e fauna regional.
(Dulcivânia Freitas, assessora de comunicação da Embrapa-AP)