Impeachment – Senado vai trabalhar no fim de semana

Iolando Lourenço – Repórter da Agência Brasil

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse hoje (23) que, se for necessário, os senadores vão trabalhar no próximo final de semana para cumprir as etapas finais do processo de impeachment da presidenta afastada Dilma Rousseff.  Renan pediu “bom senso” durante os depoimentos das testemunhas de defesa e de acusação, para a celeridade dos trabalhos.

“Espero bom senso, porque se as oitivas das testemunhas, tanto de defesa quanto de acusação, andarem rápido, nós não vamos precisar trabalhar no sábado e no domingo. Caso contrário, vamos ter que trabalhar, porque na segunda-feira [29], às 9 h, vamos ouvir a presidente Dilma Rousseff. Em seguida, os senadores poderão fazer perguntas à presidente”, disse Renan. (Leia mais)

Juízes e promotores defendem fim do foro privilegiado para autoridades

Representantes de associações de juízes, promotores e procuradores defenderam hoje (23) o fim da prerrogativa de foro privilegiado para autoridades, durante audiência pública na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados. O colegiado analisa 11 propostas de emenda à Constituição (PEC’s) que tratam da questão.

O foro é garantido a determinadas autoridades pela necessidade, segundo o entendimento da lei, de proteção do exercício de determinada função ou mandato, que depende do cargo que a pessoa a ser julgada ocupa. No Brasil, entre as autoridades que têm o foro por prerrogativa de função, estão o presidente da República, os ministros (civis e militares), todos os parlamentares, prefeitos, integrantes do Poder Judiciário, do Tribunal de Contas da União (TCU) e todos os membros do Ministério Público. (Leia mais)

Argh!

2016-08-23-PHOTO-00000002Macarrão sem tempero, feijão duro e sem graça e toscana frita. Foi esse o almoço de hoje dos servidores da FCRIA e dos socioeducandos.
Servidores da FCRIA contam que ontem foi mortadela “esverdeada”, ou seja, estragada.
Eles dizem que a comida fornecida pela empresa terceirizada sempre foi de péssima qualidade e que nos últimos dias ainda piorou mais. Segundo eles, tanto servidores como  socioeducandos já apresentaram problemas de saúde por causa da comida e ninguém toma uma providência para rescindir o contrato com a empresa fornecedora ou obrigá-la a servir uma alimentação que preste.
É dinheiro público jogado literalmente no lixo.

Deputados vão depor como testemunhas de Cunha no STF

André Richter – Repórter da Agência Brasil

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki marcou para a próxima semana, nos dias 30 e 31 agosto e 1º de setembro, o início dos depoimentos das testemunhas de defesa na ação penal a que o deputado federal afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) responde na Corte.

Entre as testemunhas arroladas pela defesa de Cunha estão os deputados federais Washington Reis (PMDB-RJ), Pedro Chaves (PMDB-GO), Edison Lobão (PMDB-MA), Hugo Motta (PMDB-PB), Fernando Jordão (PMDB-RJ), Manoel Júnior (PMDB-PB), Felipe Bornier (PROS-RJ) e Saraiva Felipe (PMDB-MG).

Os depoimentos ocorrerão na ação penal em que Cunha é réu no crime de corrupção, acusado de receber US$ 5 milhões de propina por um contrato de navios-sondas da Petrobras, no âmbito da Operação Lava Jato. (Leia mais)

Um espetáculo no céu agora

a3aMarte, Saturno e a estrela Antares (da constelação de Escorpião) estão alinhados neste momento.
O fenômeno acontece desde ontem, 23, com os dois planetas e a estrela Antares formando uma linha no céu noturno, com Saturno estando 4° acima de Marte, e este  a apenas 1.5° da estrela Antares.
Desculpem a qualidade da foto. Fiz com uma pequena câmera digital.

Agenda dos candidatos – 24/08

Ruy Smith – PSB
20h – reunião com lideranças do bairro Nova Esperança

Aline Gurgel – Coligação Macapá de Todos Nós
17h – Mobilização com militância para adesivagem de veículos
19h – Reunião com lideranças do bairro Jardim Marco Zero

A assessoria dos demais candidatos não enviou a agenda

O tempo de cada um no rádio e TV

O PSTU tem apenas 8 segundos no horário da propaganda eleitoral gratuita no rádio e televisão.
Imagino que em 8 segundos não dá pra dizer nada além de “Contra burguês vote 16″.

O maior tempo é da coligação Atitude e Trabalho por Macapá, de Gilvam Borges: 2’59”

Veja o tempo dos demais:
Macapá de Todos Nós – Aline: 2’23”
Pra Macapá seguir avançando – Clécio: 2′
Adora Macapá – Dora Nascimento: 1’29”
PSB – Ruy Smith: 45″
Esperança do Povo – Promotor Moisés: 16″

Começa sexta-feira a propaganda eleitoral no rádio e TV

Começa na próxima sexta-feira, 26 de agosto a propaganda eleitoral no rádio e na televisão.
No rádio a propaganda será veiculada das 7h às 7h10 e das 12h às 12h10. Na TV  será das 13h às 13h10 e das 20h30 às 20h40 de segunda-feira a sábado.

A propaganda vai até o dia 29 de setembro.
Nesse período o eleitor tem a oportunidade de conhecer as propostas dos candidatos, isto é, se os candidatos não usarem o horário para mentir, inventar mágicas e agredir adversários.

Ah, o eleitor tem também a chance de se divertir e dar gostosas gargalhadas com certas “maluquices” que alguns candidatos exibem na telinha. Né não?

Os candidatos a prefeito de Macapá

18 – Clécio (Rede) – Candidato à reeleição
Vice: Telma Nery (DEM)
Coligação: Pra Macapá seguir avançando (REDE / DEM / PPL / PSC / PT do B / PSDB / PC do B)

10 – Aline  (PRB)
Vice: Professor Márcio Costa (PTB)
Coligação: Macapá de todos nós (PRB / PTB / PP / PSL / PR / PSDC / PRTB / PMB / PRP)

13 – Dora Nascimento (PT)
Vice: Dayanne Lima (PHS)
Coligação: Adora Macapá  (PT/PHS)

16 – Genival Cruz (PSTU)
Vice: Ingrid Rayana (PSTU)

15 – Gilvam Borges (PMDB)
Vice: Adiomar Veronese (PROS)
Coligação: Atitude e Trabalho por Macapá (PMDB / PROS / PDT / PPS / PTN / PSD / SD)

51 – Promotor Moisés  (PEN)
Vice: Raquel Capiberibe (PMN)
Coligação: Esperança do Povo (PEN/PMN/PTC)

40 – Ruy Smith  (PSB)
Vice: Lu Albuquerque (PSB)

Artigo – Olimpíada do Rio, um Quarup contemporâneo

Olimpíada do Rio, um Quarup contemporâneo

Ronaldo Mota (*)

Antônio Callado, autor nascido no Estado do Rio de Janeiro em 1917, tem como uma de suas principais obras Quarup, retratando o período em torno da implantação do Regime Militar em 1964. O livro, publicado em 1967, versa também sobre eventos ocorridos na década anterior nas reservas indígenas da região do Xingu, no centro-oeste do Brasil. O enredo gira em torno de conflitos pessoais e políticos vivenciados pelo protagonista, padre Nando.

Ainda que Quarup e Olimpíadas sejam eventos muito distintos, há elementos de similaridade de contextos que permitem enxergar uma possível premonição de Callado sobre fatos que viriam a ocorrer somente meio século Continue lendo