Alcinéa Cavalcante

Comentários

  1. Nazareno Góes disse:

    Final do governo corrupto o MPE resolveu dar o ar de sua graça.

  2. macklon disse:

    É um fato muito complicado,pois,os agentes realmente não são pagos para torturar e sim para proteger a integridade física dos presos,por outro lado temos que ver realmente se os fatos são de tortura ou maus tratos,ou até mesmo lesão corporal, pois , existe grande diferença entre esses crimes,o que não pode é dar sopa pra malandro esses agentes trabalham de forma desumana da mesma forma que os presos estão também em condições desumanas dentro do IAPEN,que mas parece uma bomba relógio,que pode explodir a qualquer momento,acredito que houve exagero da parte da justiça,tantas coisas com mais relevância vão prender os caras que estavão trabalhando e de repente podem ter usado da força necessária para conter os presos, e ai se isso vira moda como fica quem vai querer uma profissão dessas de alto risco,tanto para com os bandidos quanto para com a lei. É UM CASO A SER REPENSADO PELA JUSTIÇA E OS DONOS DO PODER.

    • Carlos Picanço disse:

      Há algum tempo uma prova da PM-AP para o cargo de soldade descrevia uma situção em que os policiais revidavam a tiros durante uma missão e matavam as duas pessoas que estavam atirando contra os policiais. Qual a resposta certa? A PM-AP entendia que os policiais matavam no estrito cumprimento do dever legal. Na época me pareceu estranho, pois se não existe pena de morte em tempo de paz, como é possível o Estado matar no estrito cumprimento do dever legal… Mais tarde descobri que existem divergências quanto ao tema. Uma corrente defende que o policial só usa da força letal para defender a sua própria integridade, ou seja, em legitima defesa. A outra corrente admite a morte no estrito cumprimento de dever legal. Hoje vejo a NECESSIDADE de filiar-me a primeira corrente, pois só dessa maneira é possível evitar o abuso no uso da força pelos agentes do Estado. Uma orientação que os policiais militares responsáveis pela guarda externa do presídio recebem (ou recebiam) era de atirar nos presos fugitivos, afirmando-se que só assim haveria respeito e temor da fuga… O assunto como você ressalta é complexo, mas o limite para o uso da força é a cessação do perigo imediato para o agente, usar a força para causar temor e evitar uma futura ação violenta foge completamente as funções desses agentes… Isso somente a perícia irá afirmar. Mas posso de adiantar o resultado do julgamento: como as condutas dos agentes não poderão ser individualizadas eles serão inocentados do crime de tortura… tem sido sempre assim na Justiça Amapaense… Guarda esse post e depois me cobra o acerto dessa previsão…

      (Desculpem meus erros, não reviso o que escrevo)

  3. Cjunior disse:

    O povo tae sendo “torturado” pelo desgóesverno( Sem emprego, sem saude,sem energia, sem água, sem escolas e professsores, sem merenda…sem…)e o Ministério Publico Estadual alem de se preocupar e dar enfase a não entrada da imagem de N.S. de Nazaré no referido MInistério, agora se preocupa com 22 toruradores de presos.DESCE A BAIXADA MPE, E VOCES IRÃO VER PESSOAS MORRENDO DE CANCER POR NÃO TEREM UM HOSPITAL E MÉDICOS DIGNOS DE ATENDE-LOS, PAIS DE FAMÍLIA SEM EMPREGO E COM FILHOS PASSANDO FOME, PESSOAS DOENTES SENDO HUMILHADAS NO PRONTO SOCORRO E PASSANDO A MADRUGADA NAS FILAS PRA CONSEGUIR UMA CONSULTA OU EXAME…( Isso não é tortura!!!!)É Promotor-Pastor! esse tipo de tortura não vai pra mídia pois a mesma tá comprada, e assim sendo o MPE não tá nem ae!!!Peço a Deus e a todos aqueles anjinhos que morreram na Maternidade por incompetencia médica, que ilumine todos os membros do MPE e que eles vejam o quanto o povo tá sofrendo e sendo torturados pelos poderes.

  4. Hugo Silva disse:

    Todos os agentes presos,foram colocados através desses concursos faz de conta do governo Waldez Góes.Eles não precisam de empregos porque são filhos de pessoas influentes na harmonia.Não houve nenhuma preparação profissional,eles estão lá a pedido,do secretário,do deputado,do amigo enfim da turma que está se beneficiando do poder.

Deixe um comentário

Comente Aqui

Campos marcados com "*" Requeridos

Fechar esta janela.

Fatal error: Call to undefined method Akismet::isSpam() in /home/alcinea1/public_html/blog/wp-content/plugins/wassup/wassup.php on line 2560