Desacreditados

Os políticos estão tão desacreditados que 29% dos eleitores macapaenses entrevistados pelo Ibope disseram que não tem o menor interesse nas eleições deste ano. E outros 29% disseram ter pouco interesse.
Apenas 20% deles responderam ter muito interesse e 21% médio interesse.

E a CEA apagou-se

O Ministério de Minas e Energia publicou no Diário Oficial da União, na última terça-feira (23), a Portaria N° 442 que autoriza a realização de licitação para uma nova distribuidora de energia elétrica no Amapá, isso quer dizer que a Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) está com os dias contatos.

Mesmo com os esforços do senador Randolfe Rodrigues (REDE-AP), a portaria foi publicada e determina que a CEA mantenha o serviço de distribuição até que a nova concessionária assuma o serviço, ou seja, ao final de todo o processo de licitação e contratação.

A decisão vai impactar diretamente no bolso do consumidor porque, no mesmo documento, está estabelecido os períodos de reajuste da tarifa. Caberá a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), fazer o “Reajuste Tarifário de modo ordinário com periodicidade anual, a partir de 30 de novembro de 2016, exceto nos anos em que ocorra a Revisão Tarifária. A revisão tarifária será procedida em 31 de agosto de 2017”, diz o documento. A ANEEL já está autorizada a adotar as providências para a licitação da Concessão de Serviço. (Leia mais)

Ibope – Clécio sai na frente com 28%

Pesquisa do Ibope divulgada na noite desta quarta-feira em Macapá aponta o prefeito Clécio Luís (REDE), candidato à reeleição, em primeiro lugar na preferência dos eleitores com 28% das intenções de voto. Em segundo lugar aparecem empatados Aline Gurgel (PRB) e Promotor Moisés, com 13%, seguidos do ex-senador Gilvam Borges (PMDB) – 12%,  ex-deputado estadual Ruy Smith (PSB) – 6%, ex-vice-governadora Dora Nascimento (PT) – 5% e Genival Cruz (PSTU) 5%.
Brancos e nulos somam 14% e 4% dos eleitores entrevistados não responderam ou não sabem em que votar.
A margem de erro é de 4%. A pesquisa foi encomendada pela Rede Amazônica de Televisão, afiliada da Globo, e registrada no TRE-AP sob o protocolo AP- 05182/2016.
O Ibope  ouviu 602 eleitores entre os dias 20 e 23 de agosto.

Ibope – Gilvam Borges tem a maior rejeição: 54%

O Ibope mediu também a rejeição dos candidatos. Gilvam Borges, que é do grupo do ex-senador José Sarney e tem o apoio do governador Waldez Góes (PDT), apresenta a maior rejeição: 54%.  A menor rejeição é do Promotor Moisés: 13%.
Rejeição dos demais
Clécio – 38%
Ruy Smith – 28%
Aline – 25%
Dora Nascimento – 17%
Genival – 17%

Dos 602 eleitores entrevistados, 2% disseram que não rejeitam nenhum dos sete candidatos e 6%   não sabem ou não responderam.

Agenda dos candidatos – 25/08

Quinta-feira – 25 de agosto

Ruy Smith – PSB
16h – Caminhada no bairro do Muca
19h – Reunião com lideranças do Distrito de Fazendinha
20h – Reunião com lideranças do bairro do Muca

Aline Gurgel – Coligação Macapá de Todos Nós
19h – Reunião com militância no bairro Jardim Marco Zero.
20h – Reunião com militância de candidato a vereador.

A assessoria dos demais candidatos não enviou a agenda

Lojinha do Círio de Nazaré

cirio1Os devotos de Nossa Senhora de Nazaré já contam com um espaço onde podem adquirir artigos religiosos voltados para o Círio 2016. Instalada no subsolo da Catedral São José, a Lojinha do Círio oferece diversos produtos relativos à data, seja para presentear, preparar a casa ou o espírito para o Círio.

No espaço, podem ser encontradas imagens de Nossa Senhora de Nazaré a partir de R$ 20. Camisas, com a imagem do cartaz tema da festa deste ano, a partir de R$20. Cartazes, adesivos, chaveiros e terços de diversas cores e modelos. Para quem busca lembranças da festa católica, uma dica é o Cd do cantor Tiago Morais. No valor de R$10 o Cd contém canções marianas, incluindo a faixa “Senhora de Nazaré”, produzida especialmente para o Círio em Macapá.

A lojinha funciona de segunda a sexta-feira das 8h às 12h e das 14h às 18h. E aos sábados das 8h às 12h.

(Asscom Círio 2016)

Convite que muito me honra. Obrigada, Câmara Brasileira do Livro

convite

Impeachment – Senado vai trabalhar no fim de semana

Iolando Lourenço – Repórter da Agência Brasil

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse hoje (23) que, se for necessário, os senadores vão trabalhar no próximo final de semana para cumprir as etapas finais do processo de impeachment da presidenta afastada Dilma Rousseff.  Renan pediu “bom senso” durante os depoimentos das testemunhas de defesa e de acusação, para a celeridade dos trabalhos.

“Espero bom senso, porque se as oitivas das testemunhas, tanto de defesa quanto de acusação, andarem rápido, nós não vamos precisar trabalhar no sábado e no domingo. Caso contrário, vamos ter que trabalhar, porque na segunda-feira [29], às 9 h, vamos ouvir a presidente Dilma Rousseff. Em seguida, os senadores poderão fazer perguntas à presidente”, disse Renan. (Leia mais)

Juízes e promotores defendem fim do foro privilegiado para autoridades

Representantes de associações de juízes, promotores e procuradores defenderam hoje (23) o fim da prerrogativa de foro privilegiado para autoridades, durante audiência pública na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados. O colegiado analisa 11 propostas de emenda à Constituição (PEC’s) que tratam da questão.

O foro é garantido a determinadas autoridades pela necessidade, segundo o entendimento da lei, de proteção do exercício de determinada função ou mandato, que depende do cargo que a pessoa a ser julgada ocupa. No Brasil, entre as autoridades que têm o foro por prerrogativa de função, estão o presidente da República, os ministros (civis e militares), todos os parlamentares, prefeitos, integrantes do Poder Judiciário, do Tribunal de Contas da União (TCU) e todos os membros do Ministério Público. (Leia mais)

Argh!

2016-08-23-PHOTO-00000002Macarrão sem tempero, feijão duro e sem graça e toscana frita. Foi esse o almoço de hoje dos servidores da FCRIA e dos socioeducandos.
Servidores da FCRIA contam que ontem foi mortadela “esverdeada”, ou seja, estragada.
Eles dizem que a comida fornecida pela empresa terceirizada sempre foi de péssima qualidade e que nos últimos dias ainda piorou mais. Segundo eles, tanto servidores como  socioeducandos já apresentaram problemas de saúde por causa da comida e ninguém toma uma providência para rescindir o contrato com a empresa fornecedora ou obrigá-la a servir uma alimentação que preste.
É dinheiro público jogado literalmente no lixo.