O sarau da confraria

059Gente de todas as tribos e idades se encontrou ontem à noite no Largo dos Inocentes em mais um sarau promovido pela Confraria Tucuju, desta vez homenageando o poeta Isnard Lima.

Foi uma noite maravilhosa, ternurando o Largo dos Inocentes –

Adriana Raquel: marabaixo, pop e samba
Adriana Raquel: marabaixo, pop e samba

centro histórico de Macapá – e mostrando o que esta terra tem de melhor na música, poesia, artes plásticas, artesanato e culinária, além de uma bela exposição fotográfica da jornalista Camila Karina.

O Sarau foi aberto com Adriana Raquel, apresentando o show Amapalizando – uma mistura de ritmos dando ênfase ao marabaixo. E não faltou também o samba e pop.

Dinho Araújo e eu numa performance poética em homenagem ao Isnard
Dinho Araújo e eu numa performance poética em homenagem ao Isnard

Depois do show, o grande momento: a homenagem ao poeta Isnard Lima, falecido em 2002, autor dos livros  “Rosas para a Madrugada” (poemas) e Malabar

Tâmara e Irna, filhas do poeta
Tâmara e Irna, filhas do poeta

Azul (crônicas), além de centenas de crônicas publicadas em diversos jornais.

Irreverente, Isnard se dizia “um cafajeste lírico”, foi perseguido pela ditadura e um de seus livros(que agora não lembro o nome, me desculpem)  foi apreendido pela Polícia Federal no dia do lançamento.

Isnard era meu compradre e gostava de me chamar de “minha comadre de águas bentas”. Teve duas filhas – Tâmara e Irna – com a primeira mulher, a assistente social Carmosina. Quando Tâmara nasceu ele disse: “Minha filha tomará bênção de poetas” e daí convidou a mim e meu pai, o poeta Alcy Araújo, para batizá-la.

A homenagem ao Isnard foi emocionante.

Para fechar a noite, Os Cometas fizeram todo mundo cantar. Criado em abril de 1962, o grupo era garantia de casa cheia nos bailes dos anos 60 e 70, no mais badalados clubes da cidade, como a Assembléia Amapaense, Círculo e Macapá.  Sua

Os Cometas
Os Cometas

primeira formação era  Roberval (bateria), Walfredo (bateria e vocal), Pedrinho (guitarra base), Luis (contrabaixo), Assunção (trompete), Espíndola (sax), Sebastião Mont’Alverne (guitarra solo), Ricardo Charone (piano), Joacy (cantor), Nando (cantor), Célia (cantora), Muscula (percussionista) e Aimoré (piano). Em 1978  “Os Cometas” sumiram, mas como todo cometa vai e volta, o grupo retornou em 2004 com  Walfredo, Zé Paulo, Pinto, Edilson, Espíndola, Eliseu, Nando e Humberto Moreira.

  • Oi Aloizio.
    O ensaio do grupo “Os cometas” é na minha casa. Te espero por lá pra lembrar nosso tempo de ouro.

  • Olá… Sou filha do saudoso professor Gerson Trindade e é com um imenso prazer que digo que conheci esse ilustre homem, amigo de meu pai e por um tempo morou em nossa casa. O aprendizado foi imenso,eu estava na minha adolescência e na explosão de homônios ele me dizia passo-a-passo como se dava as mudanças. Eu era precoce e queria pegar o mundo com as mão rsrsrsr…… e ele foi pra mim um formador de opniões e me dizia: Mude de idéia, mas opiniãoe no caráter, isso é a herança do homem pobre ou rico. As reuniões que tinham por casa sempre eu estava atenta ao “teor” da conversa, porque era rica e estão até hoje em minha memória para sempre guardadas…
    As pessoas nunca morrem qdo permanecem vivas em nossos corações………
    Saudades………..

  • hehe apesar de eu nao poder ir na noite soube q foi muito bom mesmo mamae e a tamiris disseram kkkkkk

  • E os ensaios dos Cometas era na casa da Profª Aracy… ao lado do Posto Guarany do meu pai. Assistia quase tds.

    • Oi Aluizio. Eu também não esqueço dessa época, por sinal muito boa. Lembro das bicicletas que ficavam na porta de casa encostadas no muro. Hoje só nos resta saudades.

    • Oi Aloizio.
      Hoje os ensaios do grupo “Os Cometas” é na minha casa . Te espero por lá pra lembrar o nosso tempo de outo.

  • É SEMPRE MUITO BOM LER SOBRE TER ACONTECIDO UMA HOMENAGEM AO ISNARD.DE QUEM EU AINDA NO AMAPÁ VI E LI OS SEUS POEMAS. (MOSTRADO POR ELE MESMO NOS BOTECOS DO LAGUINHO). O PRIMEIRO LIVRO DE POESIA DA IMENSA LISTA QUE FUI ADICIONANDO COM O CORRER DOS ANOS.EU QUE ACHAVA QUE OS POETAS.ERAM APENAS “AMIGOS ANTIGOS” DO PROFESSOR MUNHOZ.

  • Dindinha (hihihi), a homenagem foi linda. Essas atitudes movimentam novamente a vontade de ficar na terra, terra em que nasci e cresci (Não esqueci de suas fotos) beijos.

  • Seria bom a Confraria Tucujú cobrar desse governo corrupto e irresponsavel a reabertura da Escola de Música “Walquiria Lima”,fechada nesse governo por falta de estrutura.È bom lembrar que uma das finalidade da Confraria Tucujú,era exatamente esse resgate e para quem não sabe o nosso saudoso amigo Isnard Lima era filho da Professora Walquiria Lima.

  • É Néa, perdi uma grande oportunidade de abraçar velhos amigos e de conhecer, agora já crescidas, as filhas do meu companheiro de brincadeiras no bairro da favela, Isnard Lima, quando moleque, era fâ do Zorro e fez seu pai comprar uniforme completo de seu heroi. Meu compadre/amigo/irmão Humberto Moreira, vai me cobrar, com certeza, mas a pescaria falou mais alto e não pude chegar a tempo de ir assistir o sarau em homengaem ao Isnard. Mas como tudo que é bom se repete, vou aguardar o próximo.

  • Em tempo: Dulvicânia, o Humberto
    oreira é cantor desde criancinha. Acredito que começou em um programa de calouros que acontecia no Cine Teatro, promovido pela Difurosa de Macapá. É um dos melhores inérpretes que eu conheço e é polivalente. Canta diversos generos musicias.

  • Ontem na Confraria Tucujus voltei no tempo mais de 40 anos. Vi e ouvi os Cometas dando show,como sempre, revi velhos amigos como o Sobral, a Alcinéia, Valfredo, Álvaro, Pinto, Humberto Moreira, Espíndola, Telma Duarte, Chico Terra, Prof, Munhoz, Zé Maria Botelho, entre outros que não lembro de momento. Gostei bastante e espero que outros eventos dessa espécie voltem a acontecer. O local também é ideal para essas manifestações culturais. A Telma Terezinha (Duarte) é uma mulher de fibra, ela não ocupa espaço por ocupar, mosta logo seu dinamismo em tudo que faz. Parabens a todos que promoveram e incentivaram o Sarau.

  • Em 1970 ou 1971 não me lembro muito bem, promoví no Trem Desportivo Clube “A NOITE DOS RADIALISTAS”, o Conjunto OS COMETAS naquela época chamava-se assim e nãO Banda como hoje é chamda, o Humberto Moreira já cantava no conjunto se não me engano.

  • Fiquei encantada com Humberto Moreira. Nem sabia que ele também é cantor. Não vou dizer que chorei, pq nao é verdade, mas fiquei toda arrepiada, emocionante a voz e a força de interpretação desse homem cantando as músicas de Roberto Carlos.

  • Foi uma noite perfeita: músicas boas com Adriana Raquel, gente bacana (minhas irmãs, Gilvana, Vânia, Mariozinho,Sol,Telminha,Jorge Júnior, Dulcivânia……mais uma infinidade de outras figuras),poesias, exposição de fotos e obras de arte,comida boa e os Cometas,que arrebentaram de novo!Telma Duarte e sua equipe de parabéns!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *