Alcinéa Cavalcante

Liberdade de expressão!
Macapá - Amapá

Vizinhos barulhentos

Postado por: Alcinéa Cavalcante em 30/05/10 as 8:14 pm

Da caixinha de comentários:

Rua Rio Grande do Sul
“Minha rua é que se pode dizer sem limites,moro na Rio Grande do Sul entre Cora e Almirante, esquina com Precdicanda Lopes, tenho vizinhos que começam no domingo com tecno brega, depois passa pra musica religiosa, e vai acabar com esses batidões do T do Tupinambá, que ninguém aguenta, pra completar é um barulho que vem da rua, latido de cachorro, uma onda só, tive que passar a tarde na casa do meu pai dormindo, porque em casa fioou impossivel, ontem tive que ligar pra Policia Ambiental, fui na igreija e quando cheguei por volta de 22.30 o barulho continuava, ai, não contei conversa liguei e até que eles chegaram rapidinhos, eu já tinha avisado da possibilidade de ligar 190 pra parar o som, e ontem foi o dia, poxa nos acordamos cedo pra trabalhar e pior aquele batidão fica martelando na cabeça da gente que nem neosaldina da jeito. Vizinhos vamos ter senso de respeito, senão vamos virar clientes da Policia Ambiental.
Vera Leal

Cabeça estourando
“Poxa Verinha, então foi você quem me fez esse grandioso favor, eu já estava com minha cabeça estourando de tanto colocar volume alto na minha tv, nem consegui assistir direito meu Vasco jogar por conta do barulho.Temos que fazer um baixo assinado contra esses barulhentos de plantões.
Carlos Almeida

Quase dá em tragédia
“Um dia alguem vai perder a paciencia e vai haver uma morte, quem sabe ai as coisas mudem, eu quase fiz isso, mas o bom pai nao deixou, a coisa foi parar na justiça eu me mudei e hoje tenho vizinhos legais.
Jonh o Malvocit

Aprendiz de DJ
“Alcinéa, tenho que aproveitar a oportunidade para reclamar…
o meu vizinho é aprendiz de dj e fica o dia inteiro criando vinhetas tipo DJ ADI SILVA O ALOPRADO…  e por ai vai várias vinhetas vários bregas (batidão), não consigo assistir televisão, e estou com a batida do brega na cabeça 24 horas (tu. tutu. tu tutu…).
o 4bpm até vem ele baixa o volume, quando a PM vai ele aumenta. ja fui de 4 horas da manhã buscar um viatura do Batalão ambiental lá na sede deles (bairro Daniel). a verdade é eu tô pra pagar alguém pra roubar esse som desse surdo…
Jorge

Perto do Sebrae
“Alcinéa, tenho um vizinho barulhento que toda sexta-feira toca festa com o Som Guerreirão fica localizado bem em frente ao Sebrae ao lado do apartamento em que moro pensa num barulho! Não tenho sossego nas sextas-feiras, já chamei a policia ambiental e eles não fazem nada pq a gente tem que se identificar e eu não posso, pq eles são um povo de briga! Acho isso um absurdo, a policia não tomar uma iniciativa e por ser uma residencia fazer um tremendo barulho com esse tal de som guerreirão.
Roberta

Salão de recepção
“Alcinéa, na frente da minha casa tem um salão de recepções que tira meu sossego nas noites de finais de semana. A música alta quase sempre passa das três da manhã, e eu tenho dois filhos pequenos que precisam dormir tranquilos. O que eu fico mais chateado é que não há bom senso por pate de quem faz festa lá. O local não é climatizado, é aberto, portanto deveriam saber que o som vaza mais e pode incomodar os vizinhos do salão. Mas não estão nem aí, então eu também não quis mais saber de barulho. Já liguei uma vez e a polícia veio conversar com os donos de uma festa. Agora vou fazer sempre isso.
Ivan Daniel

Mendonça Furtado
“Na Mendonça Furtado, ao lado do prédio branco, perto da Manoel Eudóxio, tem uma casa em que acontece a maior muvuca todo final de semana.
Sossego

AERC
“O meu problema é a AERC. Ontem teve Mulher melancia! Mas ainda bem que a chuva atrapalhou. Hoje teve um Bingo. Dava pra ouvir os gritos dos números daqui! 10…. 08…. 23… 33… e por ai vai!
EdTorres

23 Comentários

  1. regiane disse:

    moro numa casa geminada,sem acustica nenhuma escuto até o pum do vizinho…a geladeira gruda com a parede e parece que tem um helicoptero dentro de casa..isso de madrugada,meu filho é autista e acorda assustado…sem falar que escuto algazarras em dia de semana..o que faço..dá vontade de bater na vizinha, mas ela diz que esta na casa dela e que eu não pago suas contas, o que eu faço com um bicho desses??

  2. Roberto disse:

    Olha pessoal, eu resolvi este problema facilmente usando do proprio veneno do vizinho perturbador.

    Se ele te perturbar com som alto, faça o mesmo com ele no momento em que ele ligar e o som começar a te perturbar.

    Use um protetor auricular de silicone dos bons – deve custar no máximo R$ 22,00. Direcione as caixas do seu

    potente aparelho de som na direção da casa/carro dele com musicas que ele não gosta,(se gosta de funk não gosta de rock e

    vice-versa) sempre que esse vizinho barulhento estiver te incomodando.

    Deixe o seu som tocando até ele não conseguir curtir o seu proprio som. Ele não vai ter outra saida senão sair ou

    desligar o seu som. ;)

  3. chapinha disse:

    moro em um condomínio em Parauapebas-PA e não tenho o mínimo de sossego durante o dia e, principalmente finais de semana por causa de um vizinho com seu som barulhento e musicas irritantes. o q eu faço? alguém tem alguma ideia aí ?

  4. marcia disse:

    voces sao tolerantes demais , vizinho barulhento comigo nao tem vez, quebro os vidros das janela , senpre de madrugada, depois aviso por carta anonima, se a musica continuar vou continuar quebrando ,eles nao ficar no prejuizo, o barrulho vai acabar.

  5. Ediane disse:

    Moro na Guanabara, e aqui proximo são 2 comercios que funcionam 24h, um tal de “Parada Obrigatoria” e “Quebra Gelo”,é insuportável o barulho de som alto dos carros que ali encostam, é o pizeiro da madrugada, é coisa de louco, e não é somente nos fins de semana, é quase todo dia, quando termina as festas no Haras ou em outro lugar, eles vão encher a cara pra lá. Somos conhecidos no CIODES de tanto que ligamos, a polícia vem, algumas vezes fecha o estabelecimento (mas 10 minutos depois os abusados abrem novamente), outras não, e quando os baderneiros enxergam o carro da Policia rapidamente fecham as malas dos carros, quando a policia vai embora eles fazem a barulhada novamente. Sabemos que la nem Alvará de Funcionamento tem, e a Prefeitura diz que nao pode fazer nada, fala sério, e as leis municipais onde ficam? Queria ver se fosse o sossêgo deles que estivesse sendo perturbado.Já existe denuncia no MP contra esses 2 estabelecimentos, mas infelizmente até agora nada foi feito.Por favor Alcineia, nos ajude, não aguentamos passar noites em claro assitindo de camarote a bagunça e falta de respeito dessas pessoas.

  6. RENAN disse:

    BOM TURMA QUE RECLAMA DE POLUIÇÃO SONORA….. acho melhor vocês partirem pra pontos críticos de nossa CIDADE…. ao invés de falarem disso, usem o espaço pra falar do que vocês não tem e que é de direito: VEJA usem esse espaço pra retratar situações como: SANEAMENTO BÁSICO; ASFALTO; ÁGUA TRATADA E CHEGANDO NA TORNEIRA; ILUMINAÇÃO PÚBLICA; ESCOLAS PARA OS SEUS FILHOS…; POSTOS DE SAÚDE; TRANSPORTE COLETIVO QUE TA UMA CARÊNCIA E POR CIMA DE TUDO AINDA QUEREM AUMENTAR O VALOR DA MESMA…. e por ae…. PENSEM e voltem aqui pra dizer como andam as coisas as proximidades de suas belas casas…

  7. gostodaqui disse:

    Genteimmmm: VAMOS BOTAR A BOCA NO TROMBONE E DENUNCIAR ESSA GENTE ABUSADA. É tão bom ver que existem pessoas conscientes de seus direitos e deveres. Importante a iniciativa de abrir espaço para o povo pedir socorro. Macapá não está tão linda por causa de gente que escuta som altíssimo; joga lixo na rua; estaciona sobre as calçadas; não respeita fila; larga carrinho de supermercado na frente do caixa empatando o outro cliente; usa bombom (balas) para dar troco; falta no trabalho na segunda-feira porque tomou todas no domingo; não diminui a velocidade ao ver faixa de pedreste (“alvará” o próprio pedestre); chama pessoas sem intimidade por “tu” ao invés de Sr/a. Fulano/a; joga lixo na frente da casa do vizinho; se levanta da poltrona do avião antes do permitido…. ÉGUA, MANO esse povo precisa se educar.

  8. coitadademim disse:

    Eu morava perto da eletronorte, bem pertinho de um prédio onde só mora “otoridade”. Nos finais de semana, era tanto marulho acho que o nome do lugar é AERC que uma vez eu cheguei a sair de casa e passei a noite num hotel no centro da cidade. Achei aquilo um abuso, e eu é que tinha que tirar dinheiro do bolso para pagar hotel. Só nesta selva que acontece umas palhaçadas assimm EITA POVINHO COMPLICADO

    • Mara disse:

      AH! coitada,então vc não conhece as selvas de pedras,pq podes apostar que não é diferente da selva que vc esta se referindo,na intenção de denegrir o povo daqui.Quem já morou ou mora nas grandes capitais(com raras exceções),deste país sabe que é tudo igualzinho aqui.Pancadarias,xingamentos,mortes e…..,rola e muito p/ai, por causa destes incomodos barulhos.Eu mesma lá no Rio de Janeiro já fui vitima disto e a coisa só resolveu quando entrei na justiça.A coisa pelas bandas de lá é bem pior,pq vc fica à mercê de levar um balaço nas fuças.Aqui tá quase chegando nisto,se providências não forem tomadas.

      • ROQUE disse:

        Morei 2 anos em Joinvile e quase entro em depressão. Para você ter uma ideia, até vendedores de rede (comuns no Brasil todo) não passam da rodoviária. Forasteiro lá não é bem vindo. Eu morava num condomínio fechado, mas não tinha vizinhos. Em contrapartida, meus vizinhos eram capazes de saber a cor da cueca que eu estava usando. Ô povinho esquisito! Não, não e não. Terminantemente, prefiro meu povo da região norte, que de tão corteses, chegam a ser inconvenientes. Podem ser barulhentos, mas em termos de solidariedade, não tem igual.

    • ROQUE disse:

      Venha morar em Brasília. Aqui é tudo tão certinho que o ambiente se torna depressivo. Quando quero curtir uma baguncinha, tenho que ir pra alguma cidade satélite.

    • ROQUE disse:

      Coitadademim, por que não vem morar em Brasília?

  9. policianeles disse:

    Alcinéa, adorei esse espaço de utilidade pública. Vocês que tomaram a iniciativa de denunciar estão de parabéns. Para completar os cumprimentos, só falta o/a porta-voz da Polícia Militar/SEMAM se manifestar sobre as providências que eles vão tomar a respeito desses abusos que estão ocorrendo em Macapá.

  10. Gisele Nascimento disse:

    amigaaaaaa, vamos fazer um baixo assinado pra não tocar mais essa fofolete do cão, o problema é que eles são os verdadeiros fofoletes do cão barulhentos, pior é que eu passo pelo vizinho e a música é cara dele.

  11. Vera Leal disse:

    genteee, vocês não noção das músicas que eles adoram uma música chamada Fofolete do Cão, eu não aguento nem mais ouvir isso, meu ouvido fica revoltado, hoje pra desanuviar meu estresse, meu filho me mandou por email a letra, ai vai ela:
    Conhecer mulher feia é o destino de todo homem
    Um dia vai te acontecer; podes crer, campeão!
    Vai ser um ninja, dragão, um double ou um canhão
    Uma trepeça, derrota, um samurai
    Ou uma fofolete do cão…

    Tomar cuidado não vai ser suficiente
    Ela vai te pegar ela conhece muita gente
    Os seus amigos não vão poder te ajudar
    E certamente você não vai escapar
    Da fofolete do cão…

    Pra quem foi pego, só resta uma solução
    Beber até morrer ou então
    Viver eternamente sofrendo retaliação
    Vestindo a camisa do bloco
    Da fofolete do cão…

    É meu conselho, eu também já fui pego
    Vem comigo e exorcize o seu ego
    Pra nunca mais ter que se ver atormentado
    Fuja, amigo! Ou vai ser encurralado
    Pelo monstro mais horrendo que é
    A fofolete do cão…

    ai Jesuxxxxxxxx cuida porque ninguém merece!!!!

  12. Lala disse:

    Realmente moro na almirante barroso, e o barulho na Rio Grande do Sul é insuportavél, eles colocam um carro som na esquina no Box Padre Cicero e nem se importavam com as demais pessoas que também moram por perto, Alcinéa é um tipo de música tão deploravél, que sinceramente não sei como eles conseguem ficar ouvindo direto.

  13. Carlos Almeida disse:

    Poxa Verinha, então foi você quem me fez esse grandioso favor, eu já estava com minha cabeça estourando de tanto colocar volume alto na minha tv, nem consegui assistir direito meu Vasco jogar por conta do barulho.Temos que fazer um baixo assinado contra esses barulhentos de plantões.

  14. Vera Leal disse:

    Minha rua é que se pode dizer sem limites,moro na Rio Grande do Sul entre Cora e Almirante, esquina com Precdicanda Lopes, tenho vizinhos que começam no domingo com tecno brega, depois passa pra musica religiosa, e vai acabar com esses batidões do T do Tupinambá, que ninguém aguenta, pra completar é um barulho que vem da rua, latido de cachorro, uma onda só, tive que passar a tarde na casa do meu pai dormindo, porque em casa fioou impossivel, ontem tive que ligar pra Policia Ambiental, fui na igreija e quando cheguei por volta de 22.30 o barulho continuava, ai, não contei conversa liguei e até que eles chegaram rapidinhos, eu já tinha avisado da possibilidade de ligar 190 pra parar o som, e ontem foi o dia, poxa nos acordamos cedo pra trabalhar e pior aquele batidão fica martelando na cabeça da gente que nem neosaldina da jeito. Vizinhos vamos ter senso de respeito, senão vamos virar clientes da Policia Ambiental.

    • Beneti disse:

      Olá. Conheci o Macapá na década de 80 e me hospedei num hotel, que ficava situado na beira do Amazonas (nem sei se o hotel ainda existe,). Na verdade eu e um grupo de amigos fomos os primeiros hóspedes daquele hotel (eu acho se a memória não estiver falha). Lembro que ele tinha acabamento em madeira…um pier que levava à beira do rio… O empreedimento estava começando…e naquela época conheci uma moça chamada Vera Leal. Ela trabalhava no hotel. Era irmã de um famoso músico local (acho que Venilton). Pois bem, o tempo passou, regressei ao Macapá mais uma vez e nunca mais soube dessa moça embora jamais a tenha esquecido, pela amizade que fizemos… Hoje, pesquisando sobre o Macapá “reencontro” o nome dessa pessoa e por favor – não me interprete mal – gostaria de saber se é a mesma Vera Leal que conheci. Hoje, moro em Brasília. Sou jornalista, já fui músico… Beneti

  15. ROQUE disse:

    Acho que pior de tudo isso é ser vizinho de aprendiz de banda de rock.

  16. Jonh o Malvocit disse:

    Um dia alguem vai perder a paciencia e vai haver uma morte, quem sabe ai as coisas mudem, eu quase fiz isso, mas o bom pai nao deixou, a coisa foi parar na justiça eu me mudei e hoje tenho vizinhos legais.

  17. JORGE disse:

    Alcinéa tenho que aproveitar a oportunidade para reclamar…
    o meu vizinho é aprendiz de dj e fica o dia inteiro criando vinhetas tipo DJ ADI SILVA O ALOPRADO… e por ai vai várias vinhetas vários bregas (batidão), não consigo assistir televisão, e estou com a batida do brega na cabeça 24 horas (tu. tutu. tu tutu…).
    o 4bpm até vem ele baixa o volume, quando a PM vai ele aumenta. ja fui de 4 horas da manhã buscar um viatura do Batalão ambiental lá na sede deles (bairro Daniel). a verdade é eu tô pra pagar alguém pra roubar esse som desse surdo…

Deixe o seu comentário!