Jovem morre em Santana vítima do H1N1

Um jovem morreu ontem à noite em Santana vítima da gripe A.
O corpo do rapaz foi colocado num balcão numa área do Hospital de Santana e passou a madrugada toda na chuva.
Este é o balcão onde o corpo do rapaz ficou a madrugada inteira

Leia os detalhes no blog do Heverson Castro clicando aqui

Gitas

Administradora e blogueira Alcilene Cavalcante recebe hoje o título de especialista em gestão pública. O curso de pós-graduação, promovido pela Escola de Admnistração Pública, foi ministrado pela Faculdade Seama e atendeu cerca de 150 servidores estaduais e federais. A solenidade de certificação está marcada para às 19h no Centro Cultural Franco Amapaense.
O blog parabeniza os novos especialistas, de modo particular a blogueira Alcilene Cavalcante.

Este blog foi agraciado com o prêmio “Compromisso com Macapá“, conferido pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente.
A solenidade de premiação está marcada para às 20h de hoje no Monumento Marco Zero. Além deste, outros veículos de comunicação, personalidades e empresários que contribuíram de alguma forma para a preservação do patrimônio ambiental e dos recursos naturais de Macapá receberão o prêmio.
Eu divido este prêmio com os leitores e todos  que ajudam a fazer este blog, mandando notícias, fotos e sugestões.

Vereador Clécio Luís (PSOL) lança hoje, às 18h30 na escola Deuzuite Cavalcante, no bairro Perpétuo Socorro, uma cartilha sobre anulação da taxa de Área da Marinha. A cartilha é destinada a 2.500 famílias macapaenses, das quais estava sendo cobrada indevidamente a tal taxa.

O deputado (e twitteiro)  Bala Rocha (PDT-AP)  fez discurso na Câmara dos Deputados cobrando do governo federal  a inclusão  no PAC de obras importantes para  Amapá. Ele citou as obras do porto de Santana; a conclusão do trecho sul da BR 156, que liga Jari ao Oiapoque e também ao estado do Pará; e a linha de transmissão entre os municípios de Calçoene e Oiapoque.

Deputado estadual Dalto Martins (PMDB) passou 3 dias no Bailique e voltou indignado com o que viu por lá. Falta energia elétrica 12 horas por dia; falta médico e duas crianças morreram por falta de atendimento . Não existe nenhum tipo de vacina na Unidade Básica de Saúde. Ele cobra providências do Governo e da Prefeitura.


Hoje tem música e noite de autógrafos no Restaurante Sesc Centro, a partir das 19h.
O poeta e jornalista José Amoras estará autografando seu mais recente livro de poesias: Religare.

WG anunciou ontem à noite que deixa o governo pra tentar o Senado

Num encontro com cerca de três mil militantes e simpatizantes do PDT, na sede da Aerc ontem à noite, o governador do Amapá Waldez Góes anunciou que quinta-feira, 1, Dia da Mentira, deixa o governo para tentar uma vaga de senador.

O vice-governador Pedro Paulo Dias (PP) – que é pré-candidato a governador –  assume a chefia do Poder Executivo  prometendo que vai manter a aliança que governa o Amapá, ou seja, PMDB, PT, PSDB, entre outros partidos, continuarão participando da administração estadual. Cantiga pra  ninar boi. Ao  sentar na cadeira de governador ele usará a caneta para fazer uma faxina. Os tucanos poderão ser os primeiros exonerados, afinal o PSDB tem candidato ao governo: o presidente da Assembléia Legislativa, deputado Jorge Amanajás, que, aliás, não compareceu à festa de despedida de Waldez Góes. Nem ele nem a maioria dos deputados estaduais. Nem mesmo o líder o governo na Assembléia, Eider Pena. Estiveram por lá apenas Keka Cantuária e Soares.

Ontem pela manhã, já sabedores que WG renunciaria ao mandato de governador, os deputados se sentiram traídos. Havia, segundo eles, um acordo pelo qual Góes cumpriria o mandato até o fim e apoiaria Jorge Amanajás para o governo. A renúncia de WG fortalece Pedro Paulo  e enfraquece Amanajás.

Segundo o deputado federal Bala Rocha (PDT), Góes ainda não decidiu quem apoiará para o governo. “Ele vai insistir na união de Pedro Paulo com Jorge Amanajás”, diz o parlamentar pedetista. O problema é que Amanjás não aceita ser candidato a vice e Pedro Paulo não abre mão de disputar o governo. Em 2006, PP desistiu da candidatura ao Senado para não atrapalhar a reeleição de José Sarney (PMDB) mediante a promessa de que em 2010 seria o “candidato da harmonia” ao Setentrião.  Nas suas contas ele soma o apoio do PT. Mas ontem pela manhã, num bate-papo com deputados na Assembléia Legislativa, o senador Gilvam Borges (PMDB) assegurou que o PT coliga com o PMDB e que esta aliança não apóia nem Pedro Paulo e muito menos o tucano Jorge Amanajás porque “seria surrealismo”ceder o palanque para José Serra.

Jorge Amanajás tem o apoio declarado do prefeito Roberto Góes – que é do PDT – mas pode perdê-lo. O prefeito disse que independente da decisão do seu partido apoiará o tucano, mas enfatizou que caso Amanajás faça uma aliança com o PSB, do ex-senador João Alberto Capiberibe, este apoio será retirado. A antipatia é recíproca. O deputado Camilo Capiberibe disse ontem no twitter que não cabem no mesmo palanque o PSB e o prefeito. Recentemente, Jorge Amanajás disse ao blog que as conversas com o grupo Capiberibe estavam bastante avançadas.

Quem traiu quem?

Deputados estaduais se sentem traídos pelo governador Waldez Góes. Queriam que WG continuasse no governo para apoiar  o presidente da AL, Jorge Amanajás. Dizem que havia esse acordo.

PMDB teria prometido em 2006 que se Pedro Paulo desistisse da candidatura ao Senado o apoiaria em 2010 para o governo. PP desistiu. Mas ontem o senador Gilvan Borges (PMDB) disse para um grupo de deputados que seu partido não vai subir no palanque de Pedro Paulo.

O PT vive paparicando Pedro Paulo, mas pode coligar com o PSB ou PTB, que coliga com o PSOL

Pedro Paulo diz que vai manter a aliança que governa o Estado. Espera só ele sentar na  giroflex do Setentrião pra ver.

Prefeito Roberto Góes declara publicamente apoio ao tucano Jorge Amanajás que, por sua vez, troca afagos com o PSB.

Deputados estaduais da base aliada, com exceção de Keka Cantuária e Soares, não foram bater palminhas ontem pro WG na Aerc.

Dos deputados federais que passaram o mandato todo endeusando WG, apenas Bala Rocha esteve na Aerc ontem.

Não cabe

Em entrevista hoje ao programa Tribuna da Cidade  prefeito Roberto Góes (PDT) disse que não apóia, de jeito nenhum, candidato que fizer aliança com o PSB. Seja Jorge Amanajás (a quem ele declarou apoio publicamente ontem), Lucas Barreto ou Pedro Paulo.

No Twitter, o deputado Camilo Capiberibe (PSB) mandou a resposta:
“A propósito do que  disse o prefeito é preciso reconhecer que dessa vez ele tem razão: não cabe o hexacassado e o PSB no mesmo palanque.”

(Pra quem não é do Amapá, mas acessa este blog explico: o prefeito Roberto Góes já foi cassado seis vezes pela Justiça Eleitoral, daí ser chamado de hexacassado, mas, por força de liminar, vem se mantendo no cargo)

Raios!

Manhã cinzenta e de temporal no Amapá com o registro de raios caindo em vários pontos.
Em Santana um raio caiu na cozinha de uma casa, destruiu parte da cozinha e utensílios domésticos e ainda atingiu duas pessoas.

Perto da Universidade Federal do Amapá também caiu um raio provocando o desligamento da chave de proteção e, consequentemente, a falta de energia por três horas.

Saindo

Esvaziando as gavetas e desocupando os gabinetes do Governo do Estado e da Prefeitura de Macapá para disputar as eleições proporcionais deste ano:
No governo: Eliete Borges (Politec), Luzia Grunho (Super Fácil), Cel Calandrini (PM), Cel Valcir (Iapen), Anésia Nunes, entre outros.
Na Prefeitura: Eraldo Trindade (Meio Ambiente), Ubiranildo Macedo (Guarda Municipal), Conceição Medeiros (Educação), Davi Alcolumbre (Obras) e Vicente Cruz (Procuradoria).