IPTU – 20% de desconto para pagamento até 30 de abril

Foi prorrogado até 30 de abril o prazo para pagamento do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) em cota única, com desconto de até 20%. A Secretaria Municipal de Finanças (Semfi) informa que o boleto está disponível no site da Prefeitura de Macapá (www.macapa.ap.gov.br), seja para pagamento em cota única ou parcelado em até oito vezes. Continue lendo

Nota de esclarecimento do senador Randolfe

Nota de Esclarecimento do senador Randolfe Rodrigues
Sobre o vídeo do delator Alexandre Barradas, esclarecemos:
1 – O senador Randolfe Rodrigues (REDE-AP) não é investigado na operação Lava à Jato, não está na lista do ministro Fachin e não possui qualquer inquérito em curso contra ele.
2 – O próprio delator afirma que o senador nunca intermediou nenhum tipo de negociação e que Randolfe Rodrigues nunca lhe pediu qualquer tipo de vantagem. O próprio Alexandre Barradas deixa claro isso em seu depoimento
3- O Rafael citado no depoimento nunca foi assessor do senador Randolfe Rodrigues e nunca possuiu qualquer vinculo com o mandato do congressista.
4 – O delator afirmou veementemente que tentou reiteradas vezes contato com o Gabinete do senador Randolfe para apresentar propostas da Odebrecht e não obteve sucesso.
5 – Por fim, o depoimento do delator é um testemunho da honestidade do senador Randolfe Rodrigues.

Concurso Nacional Novos Poetas

Estão abertas as inscrições para o Concurso Nacional Novos Poetas, Prêmio Sarau Brasil 2017.
Ano passado dois jovens poetas amapaenses foram classificados: Annie Carvalho e Leonardo Braga e estão na antologia Sarau Brasil 2016.
Podem participar do concurso todos os brasileiros natos ou naturalizados, maiores de 16 anos.
Cada candidato pode inscrever-se com até dois poemas de sua autoria, com texto em língua portuguesa.
O tema é livre, assim como o gênero lírico escolhido. Serão 250 poemas classificados.
A classificação dos poemas resultará no livro, Prêmio Sarau Brasil 2017. Antologia Poética.
Para saber mais e se inscrever acesse o site www.concursonovospoetas.com.br

Rute Xavier e o O Saci que Não Tinha Uma Perna Só

Página do livro O Saci que Não Tinha Uma Perna Só

Escritora, pedagoga e atriz, Rute Xavier é também contadora de história e co-autora de O Saci que Não Tinha Uma Perna Só – um livro infantil de grande sucesso, que ela escreveu com seu neto Adan Lucas, de 10 anos,  e a amiga Claudevania Carvalho. O livro traz uma abordagem inclusiva com o personagem Saci do folclore brasileiro e foi resultado de uma peça de teatro produzida para uma escola de Macapá.

Apaixonada por literatura infantil e incentivadora da leitura, Rute Xavier reúne, pelo menos uma vez por mês,  em sua casa (que já é conhecida como Toca do Saci),as crianças do bairro para ouvir histórias e  incentivá-las a ler, declamar, pintar e  escrever.

A criançada na Toca do Saci

Ela conta que essa paixão começou quando ainda era criancinha ouvindo as história que sua mãe contava.

“O contato com o mundo da “imaginação” veio da minha mãe que sempre contava histórias e “causos” quando eu era criança. As minhas histórias preferidas eram as de assombração. Hoje minha mãe com 76 anos, conta essas histórias para o Adan e para as crianças do meu projeto de incentivo à leitura “Toca do Saci” onde abro minha casa para as crianças do bairro Pacoval onde moro.

No mundo da leitura escrita comecei a ter contato entre 5 ou 6 anos lendo gibis. Meus preferidos eram os do Mickey, mas eu lia todos os que ganhava. Fui alfabetizada por meu pai, mas livros literários só passei a ter contato na escola por volta dos 9 anos. O primeiro que li foi A Cigarra e a Formiga. Penso que era da professora, pois minha turma da escola que estudei até a 4ª série, em Ananindeua no Pará, nunca foi levada a biblioteca da escola.  Não lembro muito dos detalhes da capa, mas era um verde espelhado com o desenho da cigarra tocando uma viola.”

Livros infantis recomendados por Rute Xavier:
1- O Saci que Não Tinha Uma Perna Só – Adan Lucas Claudevania Carvalho e Rute Xavier, pois a abordagem inclusiva e de respeito às diferenças que ele traz é algo que tem que fazer parte do cotidiano de qualquer criança.
2- O Cabelo de Lelê –  de Valéria Belém
3- Menina Bonita do laço de Fita – Ana Maria Machado
4- O Patinho Feio – Fábula de Hans Christian Andersen
5 – Marcelo, Marmelo, Martelo e outras histórias.  – Ruth Rocha

O saci da foto é o Adan Lucas, 10 anos de idade,  co-autor d’ O Saci que Não Tinha Uma Perna Só. Ele sempre é chamado nas escolas para autografar e falar de sua obra. Incentiva os coleguinhas a lerem e fala dos livros que já leu. O primeiro foi “O Boi Cavaco e a Vaca Valsa” aos seis anos de idade.
Os livros que ele recomenda?
O Saci que Não Tinha Uma Perna Só (claro, né?) e todas as fábulas infantis.

Nesta terça-feira, 18, data em que se comemora o Dia do Livro Infantil em nome de Adan Lucas este blog homenageia todos os autores de livros infantis.

E olha eu aí com o Lucas e a Rute no dia que conheci o pequeno escritor

Site ajuda a monitorar implementação do Marco Civil da Internet

Em vigência no Brasil desde 23 abril de 2014, o Marco Civil da Internet é tido como uma das leis mais progressistas no mundo que estabelecem parâmetros para o funcionamento da internet. Sua implementação, porém, tem gerado muita expectativa na sociedade civil uma vez que espera-se que a natureza protetiva de direitos que permeia o texto da lei se confirme na prática.

Para contribuir com a questão, a ARTIGO 19 lança hoje (17) um site que visa monitorar como o Marco Civil da Internet tem sido aplicado pelas instituições responsáveis pela internet brasileira, como empresas, órgãos públicos e a Justiça.

Hospedado no endereço marcocivil.artigo19.org, o site oferece uma análise sobre a aplicação da lei em 2015 e 2016 sob a perspectiva de cinco categorias: “Remoção de Conteúdo”, “Neutralidade de Rede”, “Desenvolvimento e Acesso à Internet”, “Privacidade” e “Outros Direitos”. Cada uma das categorias é dividida em subcategorias, seguindo divisão estabelecida pelos artigos que constam na lei. Continue lendo

Comunidade do Goiabal abandonada pelo poder público

Moradores da localidade Goiabal, no município de Calçoene, clamam por um olhar das autoridades. A comunidade está abandonada. Dentre os maiores problemas, estão a falta de energia e de telefone (os telefones rurais há tempos não funcionam), além do roubo de gado e porcos.
“Estamos no escuro já há  um mês  mas conta de energia que está sendo enviada normalmente”, dizem. Sem energia elétrica, os alimentos são conservados no sal, o que agrava a saúde dos idosos hipertensos e dos pacientes renais. “Minha mãe tem 88 anos, sofre de problemas renais e como tem que se alimentar com comida conservada no sal sua situação complica”, conta uma jovem senhora da comunidade.

Outro problema  é o constante furto de porcos e gados. O caso, diz uma representante da comunidade,  já foi comunicado à delegacia de Polícia de Calçoene, mas nada foi feito.”Não tomaram nenhuma providência para investigar”.