ALIEAP – Edital de Convocação

 

 ASSOCIAÇÃO LITERÁRIA DO ESTADO DO AMAPÁ
“Fluctuat Nec Mergitur (sacudido pelas ondas mas não afunda)”
Fundada em 04 de fevereriro de 2016
Endereço Provisório: Avenida Treze de Setembro, 1495 – Buritizal – CEP 68902-865
E-mail:
josépastana.ap@gmail.com – Fone: (96) 99200-7314

 

 EDITAL DE CONVOCAÇÃO

 

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DO PROCESSO ELEITORAL DA DIRETORIA E CONSELHO CONSULTIVO E FISCAL DA ASSOCIAÇÃO LITERÁRIA DO ESTADO DO AMAPÁ – ALIEAP, QUE REALIZAR-SE-Á NO DIA 28 DE FEVEREIRO DE 2018, COM PRIMEIRA CHAMADA ÀS 09 HORAS E A SEGUNDA CHAMADA ÀS 10 HORAS, SITO À RUA SÃO JOSÉ, Nº1800 – CENTRO, CIDADE DE MACAPÁ – AP, NO PRÉDIO DA BIBLIOTECA PUBLICA ESTADUAL ELCY LACERDA.   

 A TRATAR DOS SEGUINTES ASSUNTOS:

1 – ELEIÇÃO DA SEGUNDA DIRETORIA E CONSELHO CONSULTIVO E FISCAL DA ASSOCIAÇÃO LITERÁRIA DO ESTADO DO AMAPÁ – ALIEAP;

2 – O QUE OCORRER

JOSÉ QUEIROZ PASTANA
CONVOCANTE

                                                                                              MACAPÁ-AP, 08 DE JANEIRO DE 2018

Bombeiro salva criança que estava sendo atacada por um PitBull

Bombeiro salva criança de 7 anos que estava sendo atacada por um PitBull
Por Gesiel Oliveira

Preciso registrar um ato de Bravura do Bombeiro Anderson Souza Oliveira(foto) que quinta-feira, 4, no final da tarde, salvou a vida de uma criança que gritava desesperada de dentro de um terreno cercado por um muro muito alto.
Não se sabe como a criança foi parar lá dentro. Possivelmente correndo atrás de pipa. Os vizinhos ouvindo seu gemido correram pedindo socorro também, o bombeiro que mora ali perto estava brincando de futebol com o seu filho pequeno próximo dali. E sem saber o que estava acontecendo, correu em direção ao terreno, escalou o muro alto, e lá de cima viu um cachorro da raça Pit Bull muito enfurecido mordendo e segurando uma criança de apenas 7 anos de idade.

Sem perder tempo pediu uma corda que estava no carro dele para laçar o cachorro. O bombeiro colocou uma escada no muro pelo lado de dentro, desceu no intuito de conter o cachorro enfurecido, que estava mordendo fixamente o braço da criança. Quando o cachorro avistou o bombeiro, correu em sua direção pra atacá-lo, em seguida o mesmo subiu na escada novamente a fim de se proteger também, foi nesse momento que ele conseguiu laçar o cachorro após duas tentativas, com ajuda das pessoas, que puxavam a corda juntos para manter o cachorro ali laçado junto ao muro, logo em seguida, a criança foi retirada dali. O cachorro mordeu tanto o braço do menino que quebrou e deslocou o ombro e rompeu um veia do braço. O nome da criança é Bruno, foi internado no HE, mas hoje já está com o quadro de saúde estável…
Fica aqui nosso reconhecimento a esse bombeiro, esse herói real, que mesmo estando de férias não hesitou em agir, colocando a sua própria vida em risco, para salvar essa criança. Nossos aplausos!

Hoje é Dia do Fotógrafo

Parabéns aos fotógrafos, esses profissionais que eternizam os momentos, que caçam belas imagens, que com coragem e ousadia denunciam, informam e encantam.
Parabéns Floriano Lima, Kitt Nascimento, Márcia do Carmo,Flávio Cavalcante,  Manoel Raimundo Fonseca, Marcellus Favilla, Serginho, Horácio Marinho, Sal Lima, Elton Tavares, Gabriel Penha, Luiz Antônio. Em nome destes, o blog parabeniza todos os fotógrafos amapaenses.

Chuva matina

CHUVA-MATINA
Alcy Araújo
(1924-1989)

De repente o azul do céu ficou cinzento e o sol que bailava em luz na manhã tomou a inesperada resolução de se esconder por trás do silêncio que se fez.
Um relâmpago fotografou o momento de espanto e um trovão rasurou a manhã que ficou pesada como chumbo. Então a chuva começou a cair sobre a cidade, comprimindo os pássaros contra as árvores molhadas e as crianças nas vidraças das janelas.
Depois a chuva começou a entrar no meu quarto, gotejar no meu poema, molhar o meu relógio cansado de marcar as horas lúcidas do meu imenso amor, refletido em lágrimas no espelho defronte e insone.
Poderia contar aos que ouvem meu poema nascendo, que muitas dores embarcaram inutilmente nos barquinhos de papel para naufragarem sem remissão logo adiante, na primeira curva do rio que a chuva inaugurou diante de minha janela. Mas não conto porque todas as tristezas voltaram a habitar o meu dia e a minha noite e o meu poema.
Estou visivelmente crucificado à minha dor. Mesmo porque não tenho uma rosa vermelha para mandar à Bem-Amada que chora a minha ausência e a infelicidade de haver me amado numa noite em que a música vinha do interior dos saxofones e nos tornou comovidos e solitários. Lembro que não conhecemos ninguém fora de nós mesmos, quando promovíamos a gestação da saudade.
Sei agora que ando de pés nus, pisando lágrimas cristalizadas que ferem como cactos. Mas longe, onde a esperança se esconde, a felicidade prometida sorri nos olhos daquela que tem as mãos cheias de afeto.
E a chuva continua lavando desencantos…
Não tenho, porém, nenhuma rosa e nenhum pássaro pousado nos meus ombros nesta manhã cinzenta. Quem estiver ouvindo o meu poema nascendo sabe que é assim e que me falta um gesto de amor que ficou na saudade e que pode voltar a qualquer momento, para minha eternidade absoluta. Digo isto porque o céu está ficando azul novamente, neste instante em que enxugo uma lágrima no lenço que guarda a lembrança das lágrimas que a Bem-Amada chorou, numa desesperada hora de amor.

A Revista do Amapá e a República Independente do Cunani

De vez em quando fico folheando minha modesta coleção de revistas antigas. Gosto muito de fazer isso e gosto também de compartilhar. Então hoje divido com vocês a capa  da edição número 8 Revista do Amapá, de novembro de 1948.
A revista era uma publicação do governo do então Território Federal do Amapá e nesta edição trazia como matéria de capa a história da vila de Cunani, que chegou a ser, por um curto período , um país independente.
Moedas da República do Cunani ficaram por muitos anos expostas no Museu Histórico-Científico Joaquim Caetano da Silva, em Macapá. De lá foram roubadas. (Sim. No Amapá se rouba tudo)
Uma das grandes atrações da vila eram os sinos da capelinha, feitos na França. Verdadeiras obras de arte.

Cunani fica a cerca de 300km de Macapá.

Pagamento do PIS/Pasep para trabalhadores com mais de 60 anos começa dia 24

Da Agência Brasil

Começa no dia 24 de janeiro o pagamento das cotas dos fundos dos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) para pessoas com mais de 60 anos que trabalharam com carteira assinada antes da Constituição de 1988. A informação foi divulgada hoje (8) pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. Continue lendo

Artesanato amapaense encanta turistas estrangeiros

Do portal do Governo do Amapá

A visita de aproximadamente 600 turistas, a maioria de nacionalidades russa e alemã, aos anexos da Casa do Artesão que funcionam no Monumento Marco Zero do Equador e no Museu Sacaca, em Macapá, neste domingo, 7, foi bastante positiva. Além de conhecerem o artesanato local, tiveram a oportunidade de comprar brincos, colares, terços, camisetas e outros produtos.

O grupo desembarcou do navio Albatros, de bandeira alemã, durante a manhã, no porto da praticagem, no Distrito de Fazendinha. De lá, seguiu de ônibus até os principais pontos turísticos de Macapá. Entre eles, Fortaleza de São José de Macapá, Museu Sacaca, Monumento Marco Zero do Equador e Centro Comercial. Continue lendo