Banco de leite humano está com baixo estoque

O Banco de Leite Humano (BLH) do Hospital da Mulher Mãe Luzia (HMML) está com baixo estoque para doação e apela à solidariedade de mulheres que estejam amamentando e tenha um excedente de leite e saúde plena, a procurarem a unidade para manter o abastecimento em dia. Um litro de leite pode beneficiar até 40 recém-nascidos por dia.
Para ser uma doadora de leite, a mãe pode se dirigir ao próprio Banco de Leite para fazer o procedimento ou solicitar atendimento domiciliar, caso não tenha condições de sair de casa.

Tráfico de armas – PF prende duas pessoas

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira (28) a 2ª fase da Operação Cartucheira, que investiga o tráfico internacional de armas entre o Estado do Amapá e a Guiana Francesa.
Policiais federais cumpriram três mandados de busca e apreensão nos municípios de Santana/AP e Vitória do Jari/AP.
Os alvos dos mandados judiciais são receptadores de armas e munições oriundas da Guiana Francesa.
Durante as buscas, duas pessoas foram presas em flagrante por posse de arma de fogo e munições.
Os investigados irão responder, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de posse de arma de fogo e receptação.
(Ascom-PF)

Um poema de Ricardo Pontes

Segredos
Ricardo Pontes

Somos ânsia e desejos perdidos,
A cada afeto vivente do bem querer.
Que seduz os instantes esquecidos,
E implora o momento de acontecer.

Seremos olhares de luz na claridade,
Que todas as razões possam imaginar.
Teremos sereno no peito. A saudade,
Dos livros contidos que passo a paginar.

Essas ilusões encontram os sentidos,
Velejo em palavras pra te dizer:
Mas sopram os olhares esquecidos.

No pôr do sol a cada manhã
Será constante o esplendor que estarei,
Na luz de tua face, de mágoas chorei…

(Da coletânea “Poemas, poesias e outras rimas”)

Um poema de Raquel Braga

O moleque
Raquel Braga

No mundo girante
Gigante de sonho
O menino caminha
Pra longe de tudo.

Menino – cuidado!
O mundo é gigante
E girante derruba
Teus planos de éter.

Coloca, menino,
Teus pés no caminho
De volta pro ninho
De quem não te esquece.

(Da coletânea “Poemas, poesias e outras rimas”)

Inscrições abertas para o projeto Bombeiro Mirim Músico

Já estão abertas as inscrições para o projeto Bombeiro Mirim Músico. As atividades são voltadas para crianças, adolescentes e jovens com idade entre 10 a 18 anos. Para 2018, serão ofertadas 200 vagas para a capital e 100 para o município de Oiapoque. As inscrições encerram-se no dia 16 de março.

Para se inscrever, basta procurar o Comando-Geral do Corpo de Bombeiros, na Avenida Mendonça Junior, Centro, e apresentar a Carteira de Identidade do aluno e do responsável, o comprovante de residência e informar a escola onde está matriculado. O horário de inscrições é das 15h às 18h, em Macapá. No Oiapoque, as inscrições podem ser feitas no 7° Grupamento de Bombeiros Militar, no mesmo horário.

Tia Zefa completa hoje 102 de idade

Josefa Lina da Silva  – “Tia Zefa”
Por Wank do Carmo

Nasceu há 102 anos, em Macapá, em 26 de fevereiro de 1916.
Passou toda sua infância no bairro do Formigueiro, atualmente Central. Teve como vizinha, Mãe Luzia, a parteira símbolo do Amapá.
Foi contemporânea do mestre Julião Ramos e Raimundo Ladislau. Participou da criação de todos os grupos de Marabaixo existentes hoje em Macapá. É compositora de versos e foi dançarina deste ritmo. Na sua juventude, no Governo de Janary Nunes, participou ativamente como funcionária pública, na estruturação do recém-criado e promissor território. Trabalhou no matadouro da Fazendinha, na roçagem, construção e manutenção do campo de aviação que ficava localizado na atual avenida FAB, e em outras atividades no serviço público.
Teve a honra de participar da organização e procissão do primeiro Círio em homenagem a Nossa Senhora de Nazaré realizado pelo prefeito à época, Eliezer Levi, na década de 30, quando o Amapá ainda pertencia ao Pará.
Aos 102 anos de vida, Tia Zefa continua lúcida e ainda participa proativamente dos festejos religiosos nas comunidades quilombolas e dos ciclos de Marabaixos. É um ícone, uma lenda viva na comunidade afrodescendente pelo legado deixado.

Prefeitura limpa e o povo suja

Prefeitura executa serviço de limpeza e drenagem no canal do Jandiá

Texto: Márcia Fonseca – Foto: Nayana Magalhães

Em continuidade às ações do Programa Viver com a Chuva, equipes das secretarias de Obras e Infraestrutura Urbana (Semob) e de Manutenção Urbanística (Semur) executaram no fim de semana ação de limpeza e drenagem no canal do Jandiá, no trecho próximo à ponte Sérgio Arruda, zona norte de Macapá. Com apoio de patrulha mecanizada, a ação buscou dar maior fluidez das águas pluviais para evitar alagamentos nos pontos mais baixos da cidade.

“O canal do Jandiá é muito extenso e compreende a maioria dos bairros onde, constantemente, são registrados pontos de alagamentos. Por isso, intensificamos os esforços na remoção e corte do banco de resíduos, formado dentro do canal para garantir maior fluidez das águas da chuva”, explica o engenheiro Rivo Barbosa, da Semob.

Os trabalhos prosseguem durante esta semana em outros trechos do canal, com ação de limpeza manual e roçagem mecanizada, na remoção de mato e entulho.