Macapá era assim

Avenida Mendonça Furtado entre as ruas Jovino Dinoá e Odilardo Silva

O bairro da Favela (hoje Bairro Central) era assim, cheio de áreas de ressacas e muito verde. Nos igapós as crianças se divertiam pegando peixinhos e tomando banho, ouvindo lendas e criando histórias cheias de encantos e magias. O bairro era habitado em sua maioria por intelectuais, boêmios e artistas. A ponte sobre o igapó era também ponto de encontro dessa turma que, após o trabalho, se reunia para contar as novidades e “tomar uma” para desestressar.
Sabe quem são esses distintos senhores da foto? Lembras quando o bairro era assim?

(Querido leitor, se quiser escrever sobre Macapá (antiga ou atual), postar fotos, contar causos, ou fazer qualquer outro tipo de homenagem a esta cidade cortada pela Linha do Equador você tem espaço garantido neste blog. Basta enviar seu texto e/ou fotos para o email alcinea.c@gmail.com  que seu material será imediatamente publicado.)

Sábado é o lançamento do livro de poemas de Mary Paes

Mary Paes lança seu primeiro livro solo, no sábado (3), em Macapá. O evento conta com a participação de artistas, amigos da autora.  Além do lançamento, vai rolar música, exposição e performances inspiradas nos poemas do livro. O público pode se preparar para algumas surpresas. Continue lendo

Sessões da Assembleia Legislativa serão no Centro de Convenções

Com o prédio em reforma, as sessões plenárias da Assembleia Legislativa do Amapá serão realizadas  no Centro de Convenções João Batista de Azevedo Picanço, localizado na Av. FAB,
Os trabalhos deste ano iniciarão nesta sexta-feira, às 14h30, com a sessão inaugural da IV Sessão Legislativa da VII Legislatura, para recebimento e leitura da mensagem do governador do Amapá.

Vigilância Sanitária interdita panificadora no Beirol

Panificadora no bairro do Beirol interditada hoje pela Vigilância Sanitária Municipal por descumprimento de condições higiênico-sanitárias e por não possuir licença de funcionamento.
Os fiscais da Vigilância  constataram ali a falta de higiene na manipulação e preparo dos alimentos e muita sujeira na cozinha.

MPF pede fiscalização urgente contra garimpo ilegal em áreas Munduruku no Pará

O Ministério Público Federal (MPF) pediu à Justiça que obrigue o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) a começar com urgência a fazer fiscalizações periódicas contra a garimpagem ilegal na terra indígena Munduruku, no sudoeste do Pará.
Encaminhada à Justiça Federal em Itaituba nesta quinta-feira (1), a ação pede que as fiscalizações comecem no prazo máximo de 30 dias após a decisão liminar (urgente). Caso a decisão judicial não seja cumprida, o MPF quer que o Ibama e o ICMBio sejam multados em R$ 10 mil por dia de desobediência à Justiça.
Denúncias recebidas pelo MPF e comprovadas pela instituição em vistorias na terra indígena apontam uma série de danos socioambientais provocados pela intensa atividade de garimpos ilegais.

Entre os impactos estão a redução da pesca, a contaminação por mercúrio e outros problemas à saúde, aos costumes e à organização social dos Munduruku, como o consumo de alimentos industrializados, de bebidas alcoólicas e drogas, e a prostituição.

Inércia – Apesar de alertados pelo MPF sobre a situação, os órgãos de fiscalização ambiental não têm tomado providências, critica na ação procurador da República Paulo de Tarso Moreira de Oliveira.
Continue lendo

Mudança na Capitania dos Portos do Amapá

O capitão de fragata Aderson de Oliveira Caldas deixa nesta sexta-feira o cargo de  Capitão dos Portos do Amapá. Ele será substituído por Fernando César da Silva, também capitão de fragata.

A cerimônia de posse está marcada para às 10h desta sexta-feira, 2, na Capitania dos Portos, em Santana.

MP exige da Anglo Ferrous reparação imediata dos danos causados ao Amapá

Cumprindo agenda institucional, os promotores de Justiça do Meio Ambiente do Ministério Público do Amapá (MP-AP), Ivana Cei, titular, e Saullo Andrade, substituto, estiveram na sede da Anglo Ferrous, no Reino Unido, na última terça-feira (30), onde foram recebidos por Anik Michaud, Jonathan Hoch, Richard Morgan, Froids Cameron e Ivan Simões, executivos da multinacional Anglo Ferrous. Na pauta, a situação da Anglo no Amapá, os prejuízos e descasos ambientais e sociais.  Continue lendo

Gente que fez Macapá mais musical

1970 – Professor Tiago, saudoso maestro e professor de música

Em sua equipada bicicleta com retrovisor, buzina e farol, ele rodava toda Macapá  falando de música, dando aulas particulares e  no Colégio Amapaense (quando a música era disciplina na grade curricular das escolas públicas).
Professor Tiago era muito querido e fazia questão de receber em sua casa seus alunos do Colégio Amapaense que queriam aprender um pouco mais do que era ministrado em sala de aula. Era também um paizão para os alunos, sempre dando conselhos, orientando e até ralhando.
Fui aluna dele no Colégio Amapaense e guardo bonitas e alegres lembranças.
E você? Teve o privilégio de conhecê-lo?

Dia D de combate ao Aedes aegypti

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) realizará nesta sexta-feira, 2, o dia D de combate ao Aedes aegypti. Desta vez, a ação ocorrera no Centro da cidade, apontado pelo Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) como um dos bairros com alto risco para a infestação do transmissor da dengue, zica vírus e das febres chikungunya e Amarela Urbana. A finalidade é fazer a inspeção, eliminação de criadouros e sensibilizar os moradores quanto à importância do combate ao vetor. Ao todo, 70 agentes de endemias farão inspeção em 1.200 imóveis.