Chá da tarde

O poeta e o palhaço
Rui Guilherme

Uma que ri, outra que chora:
É assim a cara do palhaço
A lágrima que se demora
Fere mais fundo que o aço.

Enquanto a plateia, delirando,
Aplaude, às gargalhadas,
O pranto no peito, queimando,
Esconde-se sob as galhofadas
Do artista do riso falso.
Triste é a sina do histrião:
O picadeiro é o cadafalso
Onde imola a inconfessada solidão!

Assim também é o poeta.
O poeta, palhaço, é teu irmão,
Se tua arma é a cambalhota,
A do poeta é a caneta.
Tu, alvo eterno da chacota;
Ele, presa fácil da ilusão…

(Extraído da coletânea “Poesia na Boca do Rio”)

Chá da tarde

Poema com destino à Noruega
Alcy Araújo

Eu ando com a cabeça baixa e dolorida
tateando na sombra dos guindastes
o corpo flácido das mulheres das docas
dentro da noite no cais.

Por que passam por mim tantos
marinheiros, navios, ondas balouçantes?

Se eu pudesse
descansaria a cabeça dolorida
num saco, num fardo, numa caixa,
depois escreveria um poema simples
e montava-o na onda com destino à Noruega.
E a moça loira que o lesse ao sol da meia-noite
não saberia nunca que sou negro, fumo liamba
e tenho as mãos revoltadas e calosas.

(Do livro Autogeografia – Macapá-AP – 1965)

Chá da tarde

TARDE
Leonardo Braga

Sinto-me triste por ter perdido
Aquele poema que te fiz apaixonado
Nele descrevi tudo o que senti entristecido
E um pouco mais por estar sufocado

Feriu a dor aberta que tu me deixastes
De repente assim por ter ido embora
Pois a mim você foi tudo e foi parte
De minha alma que hoje sangra e chora

Propaganda velha que não convence
São teus dizeres desapaixonados
Ainda decifro a tua cálida mente
O teu sorriso ao pensar “te quero, amado!”

Aceite, por favor, essas flores
Antes plantadas em mim
E colha de ti essas dores
Deixe-as em qualquer jardim

Preserve-me em nossas idealizações Confidencias
Há tanto de você naquela avenida, canções
Em busca de ti, em busca de paz.

Chá da tarde

Retalhos
Ricardo Pontes

Falta um pedaço de mim,
penso que está dobrado nas voltas
do tempo. Marcando meus instantes,
que afeta meu destino.

Falta somente uma saudade,
ou a semelhança cadenciada pelo passado,
que chora arrancando pedaços de minha paixão
e vem suspirar estas canções.

Volto a dizer adeus às coisas mais belas,
esta ilusão procura o desabafo
das fantasias noturnas.
Em detalhes, falta a razão de amar.
Enquanto separam-se todos os retalhos.

Educação financeira

Nesta sexta-feira,  Andréa Saraiva – que é vice-presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin) –  faz palestra  para os funcionários  da Qualix e Odonto Advance.
Na palestra ela aborda com muita propriedade e de forma bastante didática a  importância dos cuidados com a vida financeira.
Suas palestras tem sido sucesso,  tanto que ela tem recebido convite de várias empresas para palestrar sobre o tema.