Um poema de Obdias Araújo

Platônico
Obdias Araújo

Eu te desejo.
te dispo
imagino
te vejo
te visto novamente
e te desejo.

Nem sei porque
mas te desejo.

Não existe motivo

: Não morro não vivo
não bebo nem como
às expenses de ti
mas te desejo.

Te amo.

Te como com olhos e dentes
com unhas e mente
e cada vez mais
dia após dia
eu te desejo.

EC 98 – Fachin vai ouvir entidades sindicais

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, quer ouvir entidades sindicais representantes dos servidores do Amapá antes de proferir seu voto sobre o pedido de declaração de inconstitucionalidade da Emenda Constitucional nº 98. Foi o que ele disse pessoalmente ao senador Randolfe Rodrigues que foi recebido pelo ministro em audiência nessa segunda-feira (30), em Brasília.
Randolfe apresentou os argumentos em defesa da Emenda Constitucional, ressaltando seu caráter de mero reconhecimento de direitos já adquiridos por parte dos servidores, lembrando ainda que essa medida não é inovação jurídica, já tendo sido reconhecidas outras emendas constitucionais que tinham como objetivo a transposição de servidores para o quadro da União.

Continue lendo

Humor à primeira espiada

O humor do ribeirinho Epaminondas Gustavo e outras histórias e cotidiano amazônico

Epaminondas Gustavo, direto das ilhas do Pará, estará no dia 5 de maio em Macapá, depois de atravessar rios e igarapés, trazendo na bagagem uma sequência de histórias que serão contadas no show “Humor à Primeira Espiada”, no Teatro das Bacabeiras. Epaminondas é um dos personagem criado pelo juiz de direito Cláudio Rendeiro, e este show é uma criação dele em parceria com o humorista e cantor Adilson Alcântara, também paraense, com quem divide a cena. O show tem ainda caráter social, e o cachê de Cláudio Rendeiro será destinada à ações comunitárias.

Cláudio, Adilson e Epaminondas
Epaminondas Gustavo é o personagem mais conhecido do público e saiu dos palcos e rádios para as redes sociais, retratando o dia a dia na Amazônia, principalmente nas ilhas do Pará, que têm uma relação direta com o Amapá. O ribeirinho Epaminondas, interpretado pelo juiz do Tribunal de Justiça do Pará, Cláudio Rendeiro, é de São Caetano de Odivelas, e tem um linguajar carregado de expressões facilmente identificadas por nortistas, ingênua, irônica e Continue lendo

Peça rara – Medalha do 10º aniversário do Amapá

Quando o Território Federal do Amapá completou dez anos de criação, em setembro de 1953, o governador Janary Gentil Nunes mandou cunhar esta medalha para presentear ministros, parlamentares e outras autoridades em visita ao Amapá.
A medalha é em bronze, tem 75 mm de diâmetro e pesa 190 gramas.
Não sei quantas foram cunhadas. Mas hoje é uma peça muito rara.
Se você tem uma guarde-a com carinho.

Marinha abre concurso para nível superior

Já estão abertas as inscrições ao Concurso Público para ingresso no Quadro Técnico do Corpo Auxiliar da Marinha (CP-T). Dentre os requisitos, o candidato deve ser brasileiro nato, de ambos os sexos e com menos de 36 anos de idade, no primeiro dia do mês de janeiro de 2019. As inscrições vão até o dia 10 de maio.

São 27 vagas para diversas áreas como Ciências Biológicas (03), Comunicação Social (04), Direito (04), Informática (06), Oceanografia (02), Pedagogia (02), Psicologia (02), Serviço Social (02), Segurança do Tráfego Aquaviário (02 – composto pelas profissões: Engenharia Naval e Ciências Náuticas). As inscrições podem ser feitas pelo site www.ingressonamarinha.mar.mil.br. O valor da taxa de inscrição é de R$ 120,00. Continue lendo

Nilson Chaves faz show no Norte das Águas

O paraense Nilson Chaves é a atração desta segunda-feira, 30 de abril, véspera de feriado, no Restaurante Norte das Águas.  Cantando a Amazônia é o nome do show que terá a participação de Enrico Di Miceli, parceiro de Nilson e com quem tem dividido palcos no circuito Macapá e Belém. O show está confirmado para 22h. A mesa custa R$ 100

Iniciativa que merece aplausos

Escola Wilson Malcher cria espaço de leitura ao ar livre

Cercado de verde, com grandes bancos de madeira e muitos livros para os alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental Wilson Malcher, foi criado o Espaço de Cultura, como parte do conceito do projeto Cidade Educadora. A iniciativa, que visa promover movimentos diversos em ambientes diversificados de cultura, teve o apoio do empresário madereiro Thomé Sanches de Brito, morador do bairro Pedrinhas, vizinho da escola, que doou o material e ajudou na montagem do espaço.

“Aproveitamos restos de madeira e fizemos os bancos e mesas. O espaço ficou muito bonito e atrativo para as crianças. É sempre bom poder ajudar na educação de nossos futuros cidadãos, e a leitura é muito importante para o desenvolvimento deles. Queremos pessoas mais esclarecidas, mais inteligentes e críticas em nosso país”, ressaltou o empresário Sanches.

O local é um grande presente para a direção da escola, que pode agora contar com esse espaço para melhorar a leitura dos alunos e proporcionar entretenimento e até mesmo de descanso. “Temos a leitura como ferramenta para a alfabetização, pois melhora a habilidade comunicativa. E ler é uma forma de praticar a gramática correta e enriquecer o vocabulário”, esclarece a diretora Rejane França.

(Texto e foto: Pérola Pedrosa)