Operação Fim de Férias prende 20 foragidos da Justiça

A Polícia Civil do Amapá deflagrou nesta terça-feira, 31, a Operação Fim de Férias para o cumprimento de mandados de prisão contra foragidos da Justiça. Desde as primeiras horas do dia, já foram cumpridos 20 mandados de prisão, em Macapá.

Os presos estão sendo conduzidos ao Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) do bairro Pacoval e, posteriormente, serão encaminhados ao Instituto de Administração Penitenciária (Iapen).

Segundo o delegado Fábio Araújo de Oliveira, diretor do Departamento de Polícia Especializada, as pessoas presas nesta terça-feira, em sua maioria, respondem por crimes de tráfico de drogas e roubo.

A operação conta com a participação da Delegacia de Captura, Núcleo de Operações e Inteligência (NOI), Departamento de Polícia da Capital e a Delegacia Especializada em Crimes Contra o Patrimônio.

(Secom)

Joel Banha – Vice só se for do Capi

Se o PT coligar com o PDT – como sonha o governador Waldez Góes e deseja parte dos petistas – Joel Banha não vestirá azul nem que chova canivetes.
“Vou caminhar com o PSB”, disse Banha. Ele ressaltou que sempre teve lado e que seria incoerência de sua parte apoiar o PDT.
Ele disse ainda que o PDT nunca ofereceu a vice para os petistas (Leia aqui a nota do PDT). “Quem ofereceu foi o PSB”. Deixou claro que se o PT coligar com o PSB ele aceitará a vaga de vice. “Meu nome está à disposição do partido numa possível aliança com o PSB”, enfatizou.

PF deflagra Operação João XXI. Onze foram presos

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (31/07) a Operação João XXI*, para desarticular organização criminosa especializada em fraudar concessão do benefício seguro-defeso.
O prejuízo apurado aos cofres públicos, até o presente momento, supera R$ 69 milhões.
Cerca de 50 policiais federais cumprem 11 mandados de prisão preventiva e 15 mandados de busca e apreensão nas cidades de Macapá, Santana e Laranjal do Jari no Amapá e em Almeirim no Pará.
Dentre os indivíduos presos, oito são servidores públicos, do Ministério do Trabalho (MTb) e do Sistema Nacional de Emprego (SINE).
Segundo as investigações que tiveram início a partir de um relatório do MTE, foram identificados milhares de requerimentos de seguro-defeso com indícios de irregularidades decorrentes de intervenções indevidas realizadas por servidor do MTE, lotado na Gerência Regional do Trabalho e Emprego de Caxias do Sul/RS.
A Operação é um desdobramento da Operação Timoneiro deflagrada em abril deste ano pela Delegacia de Polícia Federal em Caxias do Sul/RS.
Os investigados irão responder, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de peculato, inserção de dados falsos em sistema de informações, organização criminosa e lavagem de dinheiro. Se condenados, as penas podem chegar a 40 anos de prisão.
*O nome da Operação faz referência à uma passagem bíblica que fala da Pesca Milagrosa.

(Comunicação Social da Polícia Federal no Amapá)

Estado certifica 24 empresas com o Selo Amapá

O Selo Amapá – Produto do Meio do Mundo foi entregue, nesta segunda-feira, 30, a representantes de 24 empreendimentos que atuam na produção de itens de origem amapaense.

A certificação objetiva permitir que os produtos locais, especialmente os produzidos com incentivos da Zona Franca Verde (ZFV), sejam reconhecidos e valorizados em âmbito estadual, nacional e internacional. A solenidade aconteceu no Museu Sacaca, em Macapá, e foi acompanhada por uma degustação na qual os participantes puderam conhecer alguns dos produtos fabricados pelas empresas certificadas.

O Selo Amapá foi lançado em janeiro de 2018 pela Agência de Desenvolvimento Econômico do Estado do Amapá (Agência Amapá) e, até o momento, já atendeu 51 empreendimentos locais. Continue lendo

Waldez Góes anunciou hoje apoio a Lula. Há 10 dias garantiu apoio a Ciro Gomes

Depois da reunião de hoje com membros do Partido dos Trabalhadores no Amapá, o governador Waldez Góes (PDT), pré-candidato à reeleição e presidente do PDT-AP, enviou cartinha a presidente da Executiva Nacional do PT, Gleisi Hoffmann, informando que assumiu formalmente o compromisso de garantir um palanque suprapartidário no Amapá para o presidente Lula ou para qualquer candidato que venha a representar o PT nas eleições presidenciais, desde o primeiro turno.
E ressalta: “meu compromisso de apoio ao PT, já demonstrado em ocasiões anteriores e agora reiterado, vai além do primeiro turno, no sentido de garantirmos a vitória de uma candidatura de esquerda no Brasil, para que voltemos a governar o País e retomemos o desenvolvimento socioeconômico que beneficiou, como nunca, a nossa região Norte.”

Vale lembrar que há 10 dias, na sua página no Facebook, Waldez Góes garantiu apoio a Ciro Gomes.  “Junto com nossos filiados estamos unidos com Ciro para transformar o Brasil num país mais justo, sobretudo com geração de emprego e oportunidades. #CiroPresidente 

 

Agora leia o documento  de Waldez Góes enviado à presidente do PT: