Celebrando a vida

Este slideshow necessita de JavaScript.

Entre flores e pássaros reunimos ontem no jardim poético para comemorar o aniversário da escritora, poeta e professora Cláudia Almeida, autora dos livros Remanso das Águas (crônicas) e Versos Insanos (poesia).

Foi uma tarde noite perfumada e doce, cheia de poesia, risos, ternura e muito afeto, com direito a bolo, brigadeiros e champanhe.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Cláudia – que faz parte do Movimento Poesia na Boca da Noite e da Rede de Escritoras Brasileiras – escreve crônicas, contos e poemas com graça e beleza. Os fatos que colhe no cotidiano se transformam em histórias que muitas vezes são lições de vida.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ela  pegou gosto pelas palavras aos 7 anos de idade. “E não foi por curiosidade, não. Foi pela beleza e simplicidade delas, transformadas por minha mãe em poemas e histórias que ela contava pra mim e meus irmãos”, conta. Mas  enfatiza que foi arrebatada de vez pelo universo das palavras quando começou a decifrá-lo através da leitura.
Filha de ribeirinhos do interior da Amazônia, Cláudia diz: “São as palavras que me fazem sair do mato e enveredar por mundos ainda a serem explorados”.

  • Quanta honra está entre o carinho e o respeito das flores desse Jardim Poético. O quê dizer de uma tarde e noite encantada? Perfeita. Deus me permitiu brincar entre as fadas e as flores no desabrochar de meus 38 anos, portanto só tenho que agradecer a todos pelos carinho .Obrigada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *