Índio e eu – Abraço que abraça a alma

Encontrar este meu ex-aluno é sempre motivo de grande alegria e quando há alegria o abraço é mais gostoso. Não é um abraço qualquer. É um abraço de alma.
Jorge – mais conhecido como Índio – é uma pessoa maravilhoso e de coração do tamanho do mundo, embora sua fama de brabo.
É dono do badalado Bar do Índio onde se come o melhor charque frito e se bebe a cerveja mais gelada ouvindo estórias contadas por ele.
O bar é ponto de encontro de jornalistas, intelectuais, carnavalescos e onde se discute tudo: da Lava-Jato ao marabaixo.
Ontem estive no Bar do Índio, degustei o melhor charque do mundo em excelentes companhias, comemorando o aniversário do jornalista Elton Tavares.  Com o querido Índio troquei abraços, afetos e atualizamos o papo.
Índio – ou Jorge – é daqueles meus ex-alunos inesquecíveis. Por ele tenho imenso carinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *