Siga na luz, meu vizinho Chicola

Era madrugada quando meu vizinho e amigo partiu silenciosamente. Mas a manhã chegou trazendo um sol bochechudo para secar as lágrimas de todos que acordaram com a triste notícia.
Chicola Penafort partiu. Se libertou das dores, mas na gente que fica por aqui há a dor da sua partida. Mas essa dor de hoje logo será substituída por doces lembranças, tão doces como aqueles cocos do seu quintal que tantas e tantas vezes  me presenteou com cachos pois sabia o quanto eu gosto de uma água de coco geladinha e doce.

Escrevo segurando as lágrimas. Não vou chorar, meu amigo. Você era da alegria, do riso, do sorriso aberto e franco de menino sapeca do Formigueiro.
Não teremos mais os papos na calçada, os risos, as conversas sobre tudo (carnaval, política, segurança etc), mas fica em nós para sempre seus exemplos de bom pai, marido, amigo e vizinho.

Ah, um vizinho excepcional, daqueles que acredita que “vizinho é o  parente mais próximo”,  por isso tinha todo cuidado com a vizinhança, estava sempre pronto para servir e proteger.

Eu tenho tanta coisa para dizer, mas uma lágrima está teimando em cair. Peraí, deixa eu ir lá fora olhar o céu e pedir a Deus força e consolo para tua linda esposa Josy Façanha, teu filho, teus parentes e aquela multidão de amigos.Pronto. Orei. Na varanda da minha casa. E fiquei com o olhar perdido nos teus coqueiros e nas tuas flores que sobre o muro passam para o meu quintal e proporcionam momentos de lirismo.Ah, fui lá no fundo quintal. Olha como cresceu tanto aquela mudinha de limão caiana que há anos você me deu. É uma delícia.

Vizinho, vou parar por aqui. Há tanta coisa a ser dita, mas o coração tá apertadinho – o que impede que as palavras fluam. Nesses momentos a gente fica mesmo sem palavras. Né?
Faltam palavras, mas o meu sentimento de gratidão a você é imenso.
Descansa em paz, meu vizinho; que Deus e os anjos te recebam na luz, te acolham em seus braços ternurais e confortem tua família, amigos e vizinhos.

  • Que linda homenagem Néia, obrigada pelo carinho, o Chico tinha por vcs um grande apreço…ele deixa muita saudade e um vazio enorme no meu coração.

  • Alcinéa, confesso que não lembro do Chicola, mas pela demonstração de afeto retratada, creio se tratar de uma bela pessoa. Meus sentimentos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.