• Essa obra de arte me fez lembrar algumas passagens da minha infância. Lembro que no sábado preparávamos o cerol e no domingo, após a obrigação da missa com nossa mãe, tomávamos café e em seguida saíamos de surdina para empinar os guinadores e dar laço com os papagaios adversários. Nesse dia, não procurávamos almoço, pois, caso viéssemos almoçar, apanharíamos e não voltaríamos mais, então, só regressávamos de tardinha, onde a taca comia no couro, porém, já estava feito o que nos fascinava, empinar um papagaio. No outro domingo tinha mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *