Batalha de confetes foi tudo de bom

Foi um espetáculo a batalha de confetes realizada ontem à noite pela Confraria Tucuju, no Largo dos Inocentes.

Cidadão do Samba Neck, Telma Duarte e o Rei Momo Sucuriju

O povo dançou ao som das marchinhas de carnaval, a criançada se divertiu com confetes, serpentinas e desfile de fantasias e seis escolas de samba se apresentaram com suas afinadas baterias, intérpretes, casais de mestre-sala e porta-bandeira e rainhas da bateria. Não faltou

Dona Raimunda Miranda, 83 anos, de bengala e serpentinas brincou o carnaval

gengibirra, água e refrigerante para o público (tudo grátis). Para os idosos foi montada uma tenda com mesas e cadeiras para que eles pudessem participar da festa com todo o conforto.
Um canhão de confetes preateava o Largo dos Inocentes a cada vinte minutos.
Foi uma noite de muita alegria, cor, samba e organização impecável. Noite também de emoção. Emoção retratada no sorriso, nas lágrimas e no arrepio do público quando

A entrada de Lidalva no Largo foi um momento de muita emoção

Lindalva, a mais famosa porta-bandeira dos últimos tempos, entrou no Largo dos Inocentes conduzindo a nova porta-bandeira de Piratas da Batucada. Lindalva, que enfrenta grave problema de saúde, não estará na avenida este ano. Mas foi ao Largo dos Inocentes apresentar sua sucessora. Foi aplaudida demoradamente e chorou de emoção ao ouvir centenas de pessoas gritarem seu nome.

O Rei Momo Sucuriju foi a grande celebridade. Quando foi anunciada sua chegada o povo gritou “Viva o Rei”. Crianças, jovens, adutos e idosos reverenciaram o Rei, que distribuiu autógrafos, beijou e foi beijado, foi cercado por crianças e posou pra foto com um montão de gente. Era mais quem queria ser fotografado ao lado de Rei, que atendeu a todos com alegria e simpatia.

A batalha foi encerrada com um show pirotécnico e muita gente antes de ir embora fazia questão de cumprimentar a presidente da Confraria Tucuju, advogada Telma Duarte, pela organização do evento.

Jardim Felicidade, Boêmios do Laguinho, Império do Povo (que veio de Santana), Piratas da Batucada, Piratas Estilizados e Maracatu da Favela foram as escolas que participaram da Batalha.

A Embaixada de Samba Cidade de Macapá, embora tenha confirmado presença, deixou furo. Não apareceu para fazer sua apresentação. A Embaixada é a escola da presidente da Liga das Escolas de Samba. É a escola presidida pelo irmão do senador Gilvan Borges (PMDB). Dizem – não sei se é verdade – que os Borges fizeram uma avaliação e acharam que a escola poderia ser hostilizada  pelo público por causa das trapalhadas protagonizadas pela Liga das Escolas de Samba, entidade comandada por eles.

  • assino embaixo o que escreveram o acadêmico e o mauro. eles estão com toda a razão. com certeza Telma Duarte na Liesa.

  • Tá na hora da Srª Telma Duarte assumir a LIESA, pois tem demostrado competência administrativa, criatividade, organização zelo, e sapiencia com a cultura deste Estado, quando ao longo do ano de 2009 organizou e promoveu vários eventos na Confraria Tucuju. Chega de incompetência, destarto e “lambanças” que tem sido noticiado na mídia local pela atual preidente e seus colaboradores. Telma Duarte presidente da LIESA é sim uma boa opção !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *