E no Piratão

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Tendo em vista o início dos trabalhos de preparação do desfile oficial do carnaval 2012, faz-se necessário esclarecer ao grande público, a comunidade, políticos, empresários e colaboradores que abraçam a Associação Recreativa e Cultural Escola de Samba Piratas da Batucada, o que se segue;
1. Questões internas pelas quais vem passando Piratas da Batucada desde o início do ano de 2010, relacionadas a eleições, quadro de associados, entre outros são objeto de ações judiciais ainda pendentes, por conseqüência, indefinidas, colocam em dúvida a legitimidade da auto-intitulada Junta Diretora atual do Piratão;
2. Parcela significativa de Conselheiros, grande parte dos sócios, simpatizantes e brincantes da Escola, não concorda com o rebaixamento da Escola para o segundo grupo e a usurpação do título conquistado no carnaval 2010, resultado legítimo decorrente do julgamento do Corpo de Jurados formado pela LIESA/AP;
3. A usurpação do título e o rebaixamento da Escola, ambos realizados de forma autoritária e casuística, acatada tacitamente pelas pessoas que integram a Junta Diretora, configura ao sentir de muitos, um ato agressivo contra a Comunidade da Zona Sul e de todo o Estado, que ao longo dos anos vem prestigiando sua “Escola Querida”, como bem diz nosso samba exaltação;
4. A usurpação de um lado e o respectivo acato de outro, agridem a trajetória vitoriosa da Escola, que desde 1962 participa do Carnaval Amapaense de forma digna e honrosa. Agridem ainda a memória de muitos piratistas notórios, como R. Peixe, Jeconias Araujo, Pancho, Menezes, Deuzarina, Caubi Melo, Estevão Silva, Claudomiro Lemos, Nonato Silva, Waldir Carrera, Zequinha Gemaque,José Souza (Zuza),Pinheirinho, Zé Crioulo, Lachinha, Walber Damasceno, e Roberto Monteiro
5. A propósito de Monteiro, destacamos que seu trabalho e dedicação, juntamente como o Grupo de Históricos da Agremiação, fizeram com que Piratas da Batucada, viesse a se transformar na maior escola de samba do Amapá, reflexo da conquista de 17 (dezessete) títulos, contados a partir do ano de 1987, período no qual possui um “record” no carnaval amapaense, na condição de penta campeã, e que ainda, por resultado de pesquisa, foi reconhecida como a entidade de maior apelo popular no Estado.
6. Registre-se, que a situação gerada influenciou o afastamento do intérprete oficial Ademar Carneiro e da porta-bandeira Lindalva Picanço, ambos, tantas vezes notas 10 e referências no carnaval amapaense, além dos de outras pessoas influentes do bairro do Trem, como são os casos do Paulo Fernando (Fanta); Augusto Wanderley Aragão (Nariz); Adervani Costa (Baraquinha); Sérgio Carlos Dias (Sérgio Maluco); Almir Aragão; Sérgio Alan Torres; Roberto Soares; Agostinho Melo (Mala); José Mauro; Helainy Vinhas; André Picanço; Rui Deodato Lima; Vanildo Barbosa, dentre outras,
7. Desta forma, por não concordar com a situação retratada, os representantes do Grupo Histórico de Piratas vêm a público informar que não faz parte da atual Junta Diretora da Escola, razão pela qual desautorizam o envolvimento de seus nomes em ações que visem angariar qualquer tipo de apoio a Piratas da Batucada no carnaval 2012,
8. Por fim, esclarecer que os afastamentos estão estreitamente ligados ao péssimo clima criado dentro da Escola, e manifestar a esperança que as vaidades pessoais, a falsidade comportamental e uso da escola para a promoção pessoal e obtenção de prestígio político, sejam definitivamente erradicados, restando como conforto, a expectativa de que tal quadro de desagregação seja minimizado muito em breve e que a Escola possa apresentar, como sempre o fez um carnaval digno do povo do Amapá. Com relação ás demais Escolas, desejamos que o resultado seja definido na Avenida Ivaldo Veras e não no tapetão, com de fato foi em 2010.

01.     Alcione Cavalcante;
02.     Aluizio Vinhas;
03.     Antonio Thompson;
04.     Carlos Nóbrega;
05.     Gilson Rocha
06.     Graça Xerfan;
07.     Humberto Moreira;
08.     Jorge Figueiredo;
09.     Jorge Xerfan;
10.     José Torres (Matta);
11.     Manoel Torres;
12.     Nazir Salman
13.     Pedro Chucre;
14.     Pedro Franklin.
Macapá-AP, 18 de janeiro de 2012.
Jorge Xerfan
p/ Grupo

  • Chegaaaaaaaaaaaa, basta de briga nesta cidade, acho que a intriga entre PMM e GEA ja é suficiente; a vergonha da verba indenizatoria da AL tb. Até o carnaval esta contaminado? Assim nao daaaa!

  • Essa nota de esclarecimento nao vale de nada, pois, ontem ficou provado a responsabilidade da atual Diretoria do PIRATÃO! Volta pro piratinhas XERFAN é lá o teu lugar, seu incompetente do carnaval de rodinhas de supermercado!

  • Essa nota de esclarecimento é uma piada. Dizer que o titulo do piratas foi usurpado é brincar com a inteligência das pessoas que gostam de carnaval. Em 2010 foi tão escandaloso a manipulação do resultado que as outras escolas resolveram reagir para garantir a própria credibilidade do carnaval amapaense. Um exemplo da manipulação foi a situação narrada pelo Sr. Aroldo.

  • Nota de Esclarecimento sem Vergonha…
    Ainda acham que merecia ganhar em 2010…
    FALA SÉRIO…Muita cara de PAU mesmo…

  • A grandeza do Piratão sobrepõe qualquer vaidade de grupinhos.O Piratão é da comunidade,é ela quem carrega a Escola.Por mais que os adversários tentem nos desqualificar,não adianta!o Piratão será sempre Piratão,assim mesmo no aumentativo pra expressar nossa grandeza.

  • Nossa, é o cumulo do absurdo, mas enfim, por mas que queiram rebaxar, ingnorar, detonar, akabar cm o nosso PIRATAO, nao tem jeito o nosso PIRATAO, É O NOSSO PIRATAO, “UNICO”, querido, amado pela comunidade, o unico a levantar as arquibankadas… Detalhe, ninguem é perfeito, como ninguem agrada a gregos e troianos. E bola p frente que atras vem gente! Um abraço a todos os brincantes e simpatizantes, juntamente cm nossa Diretoria/Harmonia NOTA 10…

  • Acompanho o carnaval e sempre achei estranho em alguns desfiles os piratas da batucada, mesmo fazendo um desfile escancaradamente inferior a outras escolas de samba, ser escolhida pelo jurados como a campeã. A comprovação que em muitas ocasiões o titulo não foi decidido na avenida e sim nos bastidores veio com o carnaval de 2002, quando de forma surpreendente o MARACATU DA FAVELA,que já estava praticamente com o titulo nas maos, teve este tirado por um jurado que deu uma nota vergonhosa para a escola, dando o titulo aos piratas. Posteriormente foi comprovado que o jurado infiltrado na comissão julgadora era parente do senhor mata. Felizmente o Maracatu deu o troco na avenida em 2003, com o samba de enredo contra a pirataria.Creio que os novos dirigentes do piratas estão no caminho certo,quando procuram colocar o profissionalismo acima de manobras de bastidores. Creio que para a comunidade não importa se a escola vai sair no primeiro ou segundo grupo, o que realmente importa a emoção que sentem ao ve-la desfilar.

  • nasci no trem, Piratão de coração membro da diretoria de harmonia. triste pela escola ser rebaixada para o 2º grupo. principalmente pela atual diretoria não lutar realmente pela escola.

  • Sou simpatizante da Boêmios e sempre me perguntava porque o título sempre batia na trave,mesmo sendo a melhor escola a se apresentar; agora está explicado!

  • Eu, nascida criada e moradora do bairro do TREM,torcedora, admiradora, e fascinada pela escola Piratas da Batucada, concordo plenamente com o artigo. Essas pessoas tem que entender que a escola não é de A muito menos de B, e sim de uma comunidade fiel e apaixonada. Sinceramente querida Alcinea, gostaria, que a escola fosse gerida por outras pessoas, sem ser essas figuras repetidas. CHEGA DE SERGIO LEMOS, MATA, PITEU,XERFAN,E OUTROS…
    INDEPENDENCIA AO PIRATÃO!!!

    • “CHEGA DE SERGIO LEMOS, MATA, PITEU,XERFAN,E OUTROS..”

      auhuhauhauhauhauhauhahuaauuh, concorda com o artigo feito pelas pessoas que ela quer fora(e estão, nesse ano.).

      E quanto ao rebaixamento eu achei foi pouco. Chega de pirataria no carnaval.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *