O carnaval da comilança

Tá no blog Repiquete:

“Nhac-Nhac

Foi montada uma cozinha onde funciona a Liga das Escolas de Samba: embaixo do palco do Sambódromo. Foram comprados geladeira, freezer, fogão, e outros apetrechos de cozinha. Também foi contratada mão de obra pra fazer a comida lá mesmo, embaixo do palco do sambódromo.
Um diretor de escola de samba, que me contou esse babado, estranhou a liga estar imobilizando recursos em material permanente que não são da atividade fim da Liga, além de ter que fazer todo dia essas comprinhas que são chatas pra fazer prestação de contas, como cheiro-verde, colorau, carne, couve, etc…, quando é muito mais BARATO, comprar quentinhas nos inúmeros restaurantes a kilo que existem na cidade.

Um contrato com restaurante para fornecer quentinhas, também fica muito mais prático pra fazer a prestação de contas, né não?

Vá entender…”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *