Jornalistas na Batalha de Confetes – “Me imprensa que eu te jogo na Rede”

c2

Os jornalistas aproveitaram a Batalha de Confetes e caíram na folia. Formaram o bloco “Me imprensa que eu te jogo na rede” e se divertiram a valer. Cantaram, pularam, jogaram confetes e ainda desfilaram com a bateria de Piratas Estilizados, levando como adereço de mão plaquinhas com frases bem humoradas, como estas:

 

b6

b5

confraria-batalha

O bloco teve até Princesa (Bernadeth Farias) e Rei Momo (Elton Tavares)
(Foto: Márcia do Carmo)

c1

Senador Randolfe Rodrigues – que não perde uma batalha de confetes da Confraria Tucuju – foi prestigiar o bloco dos jornalistas.

Domingo tem Batalha de Confetes

batalha1

Quanto riso. Oh, quanta alegria!

Confraria Tucuju confirma para domingo,  dia 31 de janeiro, a Batalha de Confetes, no Largo dos Inocentes, continuando a tradição de promover o carnaval para toda a família, que participa sem pagar ingresso. A festa é realizada desde 2004, com apresentação de bandas, escolha das fantasias mais originais e muitos confetes, serpentinas, marchinhas. A Prefeitura de Macapá (PMM) e o Instituto Municipal de Turismo (MacapaTur) são os parceiros da Confraria neste  evento.

batalha2

A folia começa às 18h e termina  meia-noite. As bandas Moara e Saka-Rolha prepararam um repertório com as melhores e mais animadas marchinhas pra não deixar ninguém ficar parado. No intervalo entre as bandas está programada apresentação de escolas de samba.

batalha4

Carnaval – A Banda vai passar

Prefeitura garante apoio ao desfile do bloco “A Banda” no Carnaval 2016

A animação que atrai multidões durante a terça-feira gorda de Carnaval no Amapá, promovida pelo irreverente e criativo desfile da Associação de Brincantes e Simpatizantes do Bloco de Sujos A Banda, contará mais uma vez com o apoio da Prefeitura de Macapá.

Nesta terça-feira, 5, o prefeito Clécio Luís, acompanhado de sua equipe de governo, reuniu-se com membros da diretoria do bloco para conhecer o projeto deste ano e definir as parcerias.

Clécio Luís garantiu apoio institucional na organização e estrutura para o desfile do bloco que comemora 51 anos de história. Continue lendo

Liesap cancela os desfiles das escolas de samba

Ninguém passa mais brincando feliz
E nos corações
Saudades e cinzas foi o que restou
(Vinicius e Carlos Lyra)

A Liga Independente das Escolas de Samba do Amapá (Liesap) acaba de anunciar o cancelamento de toda a programação oficial da instituição, entre elas, o desfile das escolas de samba, que aconteceria nos dias 6 e 7 de fevereiro de 2016.

A decisão foi tomada após uma longa reunião com o Governo do Estado que informou que diante da crise pela qual passa o Estado e o país não tem recursos para investir no carnaval, embora o período carnavalesco gere milhares de empregos diretos e indiretos.

O orçamento da Liesap apresentado ao governo foi o mesmo do carnaval passado: R$ 2,5 milhões, muito inferior ao duodécimo da Assembleia Legislativa que ultrapassa R$ 12 milhões.

“O carnaval amapaense não se faz somente com a contrapartida das agremiações, é necessário que o investimento do governo venha para somar com a grandiosidade que envolve um desfile de escola de samba. Isso inclui a infraestrutura que devemos construir para receber o público com segurança, conforto e bem estar e com isso oportunizar a geração de emprego e renda entre os grandes, médios e pequenos empresários”, disse o presidente da Liesap, Luiz Mota, o Geléia, que está a frente da instituição, desde o carnaval de 2013.

De acordo com a Liesap todo o calendário de eventos do carnaval-2016 foi cumprido desde o mês de junho, quando recebeu das escolas de Samba, o Enredo que cada agremiação iria desenvolver no carnaval de 2016, gravou o CD com os Sambas de Enredo no mês de outubro, e realizou o concurso da Musa do Carnaval Amapaense, no último dia 28 de novembro.

As escolas de samba, mesmo com dificuldades, se organizaram, fizeram seus projetos de carnaval, contrataram coreógrafos, intérpretes, artistas plásticos, carnavalescos e outros tantos profissionais que são peças fundamentais na execução de um desfile de carnaval.

O carnaval do Amapá é considerado um dos melhores da região norte. No carnaval de 2015, a Liesap recebeu no Sambódromo um público estimado em mais de 15 mil espectadores durante as duas noites de desfiles.

Nos últimos dez anos esta é a terceira vez que não há desfile das escolas de samba. A primeira foi no primeiro governo de Waldez Góes (PDT), atual governador, e a segunda no governo de Camilo Capiberibe (PSB). Todas as três vezes, o mesmo motivo: falta de dinheiro.