É campeãoooooooo!

Colecionador de medalhas e troféus, o amapaense Anselmo Guedes Junior conquistou mais uma hoje no XXIV Campeonato Norte-Nordeste Centro-Oeste Master de Natação, em Mato Grosso do Sul, ao vencer a prova dos 50m peito clássico.
Dizem que filho de peixe peixinho é. E ele comprova esse ditado. Seu pai foi campeão brasileiro de natação em 1956 e um dos grandes técnicos de natação do Amapá. Hoje está aposentado.

Eles brilhavam nas quadras

Nos tempos dos disputadíssimos e animados jogos escolares, esses meninos brilhavam nas quadras e faziam o maior sucesso com as gatinhas.
É o time de vôlei do CCA de 1982.
Diz aí na caixinha de comentários quem são esses atletas e por onde andam hoje.

Juízes bons de bola

De hoje até o dia 10 um grupo de juízes amapaenses troca a capa preta por calções, camiseta e chuteiras. Eles querem mostrar que são bons de bola e participam  do XXIV Campeonato Nacional de Futebol Master, promovido pela Associação dos Magistrados Brasileiros, em Goiânia.

Da Justiça estadual os atletas são Adão Carvalho, Ailton Vidal, Almiro Deniur, Ernesto Collares, Antônio Menezes, Augusto Leite, Eduardo Navarro, José Bonifácio, Luciano Assis, Marcus Quintas, Mário Gurtyev, Paulo Madeira e Zeeber Lopes; da Justiça eleitoral  Jâmison Monteiro e Léo Furtado; o juiz do Trabalho Jader Rabelo é o goleiro titular.
O técnico da equipe é o ex-jogador de futebol profissional Baltazar dos Santos..

Orgulho tucuju – Junior Maciel é eleito presidente da Confederação Brasileira de Taekwondo

O amapaense Junior Maciel – orgulho tucuju

Do portal da Confederação Brasileira de Taekwondo

O amapaense Alberto Maciel Cavalcante Junior foi eleito, hoje, presidente da Confederação Brasileira de Taekwondo (CBTKD), em Assembleia Geral Ordinária realizada na cidade do Rio de Janeiro. O ex-coordenador da Seleção Juvenil e técnico olímpico no Rio 2016, encabeçando a chapa “Juntos Somos Mais Fortes”  e tendo como vice-presidente o potiguar Rivanaldo Freitas, ex-técnico da Seleção Juvenil, venceu o pleito com 13 votos do colegiado eleitoral.

“Estou muito feliz por poder assumir este desafio e responsabilidade que é  liderar a Confederação, ainda mais na situação que esta se encontra hoje. Porém isso só me motiva a ser mais forte e disposto a melhorar o Taekwondo Brasileiro. Vou buscar com todas as forças colocar o Taekwondo no lugar onde ele realmente merece”, declarou Alberto Maciel Junior, Continue lendo

Esportes no CEU das Artes

As inscrições para os programas de esportes Despertando Atletas e Mulher em Movimento iniciam nesta segunda-feira, 13, a partir das 9h, no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU das Artes). Eles são coordenados pela Prefeitura de Macapá, por intermédio da Coordenadoria Municipal de Esporte e Lazer (Comel).

O Despertando Atletas iniciou em abril de 2016, com o objetivo de incentivar crianças e adolescentes, na faixa etária entre 7 e 17 anos, à prática esportiva educacional no contraturno escolar nas modalidades futsal e voleibol (masculino e feminino). Já o Mulher em Movimento visa atender mulheres a partir de 18 anos de idade, com prática de ginástica funcional, diariamente, a partir das 18h.

Documentação necessária

Despertando Atletas: cópias e originais do RG do aluno e do responsável, comprovante de residência e declaração de matrícula escolar.
Mulher em Movimento: cópia e original do RG e comprovante de residência.

Dias e horário de inscrições: segunda a sexta-feira, das 9h às 11h e das 15h às 17h

Local: CEU das Artes

Endereço: Av. Carlos Lins Cortês, nº 2.665, Infraero II

 (Cliver Campos, Assessor de comunicação/Comel)

Macapá será sede do torneio mundial Neymar Jr.’s Five

A cidade de Macapá será sede da etapa regional do torneio mundial Neymar Jr.’s Five de Futebol. A fase classificatória, que contará com 64 times, ocorrerá nos dias 25 e 26 de março. Já as finais acontecerão nos dias 1 e 2 de abril, onde restarão 16 times disputando o título de vencedor. O torneio será na modalidade futlama, às margens do rio Amazonas, ao lado do Trapiche Eliezer Levy, sempre a partir das 8h.

A organização do evento envolve a Prefeitura de Macapá, Instituto Projeto Neymar Junior e a Federação Amapaense de Futlama. O evento é patrocinado pela empresa distribuidora de energéticos Red Bull. As inscrições podem ser feitas no site www.neymarjrsfive.com.

O torneio
O atleta e a Red Bull se uniram para criá-lo visando a união de milhares de jovens ao redor do mundo, com times de cinco jogadores. O torneio é feito nas ruas, gramados e campinhos locais de mais de 35 países. Apenas jovens de 16 a 25 anos podem participar. São diversas regras e conceitos específicos que estão disponíveis no Livro de Regras para todos que se inscreverem na disputa. As eliminatórias ocorrerão em diversos países e a grande final acontecerá no Instituto Projeto Neymar Jr., na Praia Grande (SP).

 (Cliver Campos/Assessor de comunicação/Comel)

A Favela no futebol amapaense

cb_sao_jose-ap-5O São José – que já foi um timaço – nasceu no meu querido bairro da Favela. A sede era ali na Leopoldo Machado esquina com a Presidente Vargas.

Depois levaram o Sanjusa para o Laguinho 😥

Como hoje o São José completa 70 anos de fundação, parabenizo seus atletas, ex-atletas, dirigentes e torcida e  reproduzo a crônica do Sapiranga publicada neste blog em agosto de 2009.

A Favela no futebol amapaense
Milton Sapiranga Barbosa, especial para o blog

Sim, no tempo do amadorismo de priscas eras, o bairro  da Favela  tinha  dois  clubes  disputando os campeonatos organizados pela Federação Amapaense de Desportos(FAD).

Um era o São José, do seu Messias, onde jogavam, entre outros, Bulhosa, Pantera, Jurandino (Carudo), Justo, Raminho e Mosquito, cuja sede ficava na esquina da Leopoldo Machado com a Presidente Vargas, mas um acordo entre Messias e Humberto Santos, levou o São José  para o bairro do Laguinho.

O outro era o Araguary Esporte Clube, sendo que este não tinha sede, a turma se reunia na casa de um dos atletas, escolhida aleatoriamente. Nesse tempo, Araguary e Fazendinha era o grande clássico da segunda divisão (Santa Cruz, Primavera, Guarany, depois Ypiranga e Santana, sem esquecer o Atlético Latitude Zero, também  integraram a segundona da FAD).

Sempre que Araguary e Fazendinha se encontravam o Glicerão ficava apinhado de gente. Mauro, Abiezer, Beto, Barata, Bento, Carneiro, Dioneto, Elionay, Ferramenta, Peteca e Palito (um carvoeiro bom de bola, que chegava sempre em cima da hora para jogar, pois antes precisava desmanchar suas caieiras)   e  Nolasco, eram alguns  dos integrantes do Araguary Futebol Clube. Pelo Fazendinha, destacamos Zezé (um goleiraço), Marinheiro, Flávio Góes, Valdir  e seu irmão Papaarroz (um cracaço, que batia penalty de letra) e Estrela.

Eu  gostava de estar entre a rapaziada do Araguary para ouvir as  histórias  das viagens que o time fazia pelo hinterland amapaense. Nolasco,  meu vizinho, era um jogador razoável, mas muito bom para contar histórias e rápido  para  fazer uma paródia, fosse qual fosse a situação, senão vejamos: certa vez, numa excursão a Mazagão, no tempo  em só se chegava ao município por via marítima, Nolasco não  foi  escalado de saída no time que iria  enfrentar a seleção mazaganense. Terminado o primeiro tempo, começa o segundo e o Nolasco no banco de reservas. Jogo já no final do segundo tempo, eis que ele  é chamado  para substituir um companheiro,  ele se negou e saiu-se  com essa : “eu fui  em Mazagão/ fiquei encabulado/ pois só comi feijão e ainda fui barrado./ quando jogo estava pra terminar / técnico veio me chamar pra entrar lá no gramado/ eu não sou doido e também não sou maluco/ pra entrar lá no gramado e jogar  cinco minutos.”

Doutra feita, eles  se reuniram e metidos na roupa de domingo, foram  a  uma  festa    no bairro do Laguinho (aquela época, já rivalizando com o bairro da Favela, por causa do Marabaixo e do boi bumbá). Todo mundo alinhado, festa animada, muita cocota no salão e eles de fora olhando, pois  o porteiro não deixou eles entrarem. Aí o Nolasco criou uma musiquinha, que tinha um trecho que dizia assim: “Fui numa festa lá no Mestre Julião/ deu meia noite o baile vai começar/  se  é  do Laguinho o porteiro manda entrar/ se é da Favela ele faz voltar”.

O  Araguary  é do tempo que se dava chagão (jogar a bola por um lado do adversário e correr pelo outro e contiuar a jogada – hoje drible da vaca), do avião ( hoje chapéu, lençol), por baixo da saia ( hoje entre as canetas), do xilique (joelhada forte na coxa do oponente e doía uma barbaridade (hoje chamam tostão). O Araguary e seus  integrantes, suas histórias e paródias são lembranças de minha infância feliz viviva no meu querido bairro da Favela.

Agência Brasil destaca superioridade de Venilton Teixeira

Do portal da Agência Brasil

Venilton demonstrou grande superioridade sobre o israelense Ron Atias, encerrando a luta precocemente no segundo round após um chute certeiro na cabeça do adversário. Com o golpe, o placar ficou em 16 a 2 para Venilton, único atleta do Amapá na Rio 2016. Pelas regras, a luta termina antecipadamente se um dos lutadores abrir 12 pontos ou mais de vantagem sobre o adversário até o fim do segundo round.

Novas regras

Após mudanças recentes nas regras, com um único golpe é possível marcar até quatro pontos, o que contribui para deixar o combate indefinido até os últimos momentos. A partir da Olimpíada de Londres, em 2012, foram introduzidos também sensores nos coletes e capacetes, que fazem a marcação automática dos pontos e deixam a luta mais dinâmica.

No taekwondo, todas as lutas de uma categoria são disputadas no mesmo dia. O próximo combate  de Venilton será às 15h15. Venilton foi medalhista de bronze no Mundial de 2015.

O taekwondo, uma arte marcial criada na Coreia do Sul, entrou para a Olimpíada em Sidney, na Austrália, no ano 2000. O Brasil conquistou sua única medalha olímpica na modalidade, um bronze, com Natália Falavigna, em Pequim (2008).