Biblioteca Municipal Alcy Araújo será inaugurada em abril

“Canto a terra
a dor dos aflitos
e a inútil esperança dos desesperançados.
Também os negros, os índios e o verde
e presto relevantes serviços topográficos
demarcando itinerários de poesia.”
Alcy Araújo
(1924-1989)

Será inaugurada em abril a Biblioteca Municipal Alcy Araújo. O anúncio foi feito segunda-feira pelo prefeito Clécio Luís e pela presidente da Fundação Municipal de Cultura, Márcia Corrêa, durante reunião com a família do poeta, jornalista e escritor quando formalmente o prefeito solicitou   autorização para dar o nome de Alcy à primeira biblioteca municipal de Macapá.
bmaa4“O nome de Alcy Araújo foi escolhido pela importância, biografia e pela contribuição que ele deu ao Amapá, se tornando uma lenda na literatura local e de importância nacional”, disse o prefeito.  “É uma referência da cultura amapaense para o país, respeitado por outros especialistas da área literária”, ressaltou a diretora-presidente da Fundação Municipal de Cultura, Márcia Corrêa.

SLocalizada na Zona Norte, a Biblioteca terá – além das salas de leitura e acervo – uma galeria de artes e espaços para oficinas, contação de histórias, saraus, entre outros.
SNa área externa um belo jardim sensorial está sendo projetado. Além das flores e orquidário, poemas de Alcy Araújo, extraídos do livro Jardim Clonal, poderão ser lidos no totens espalhados pelo jardim. Terá também uma estátua do poeta.

Encontro sempre Deus no meu jardim à noite principalmente se há luar.
(Alcy Araújo)

O muro será transformado em obra de arte por renomados artistas locais contando a história do poeta com textos e fotos em mosaicos formando a Linha do Tempo.

“Queremos não só proporcionar um espaço para a leitura, mas fazer com que o amapaense tenha um local onde possa conhecer a história e a cultura local, que possa através disso se orgulhar e valorizar o que temos. Nossa política cultural é ir além de uma simples placa nomeando alguém, é valorizar essa personalidade pelo que fez por nossa cidade, pelo nosso povo, pela nossa educação e cultura”, ressaltou o prefeito.

Falando em nome da família, Alcilene Cavalcante agradeceu  pela homenagem e, principalmente, pelo conceito, memória e pela valorização. “Não é por causa de um prédio, mas pelo conceito que estamos vendo no projeto que a prefeitura quer dar para ele. Por essa forma de contar a história da cidade, pelo seu povo, por quem fez parte da construção dela. Estamos contentes e dispostos a ajudar a fazer parte disso. Podem contar com a nossa família.”

bmaa3Prefeito Clécio Luís, Márcia Corrêa e a família do poeta Alcy Araújo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *