Do jornalista João Silva sobre Alcy Araújo

Ao noticiar hoje em seu blog (http://www.joaosilvaap.com.br ) que a primeira biblioteca municipal vai se chamar Alcy Araújo, o renomado jornalista João Silva escreveu:

joaosilvaNada mais justo, e ainda é preciso lembrar que o poetinha do caís, meu amigo e incentivador, além de jornalista, escritor, dono de vasta cultura, de texto maravilhoso, foi servidor público do Governo do Amapá, e do município hoje governado pelo prefeito Clécio Luis (PSOL), que merece todos os elogios pela decisão de fazê-lo patrono da 1ª Biblioteca Pública do Município de Macapá.

O Alcy serviu o município de Macapá por duas vezes, e nas duas trabalhei e aprendi muito com ele; no primeiro encontro trabalhamos na Câmara Municipal assessorando os vereadores, cuidando dos projetos, dos requerimentos, dos relatórios, dos ofícios, dando forma e agilidade à papelada da casa; no segundo encontro, trabalhamos na secretaria de administração do prefeito Domício Campos de Magalhães, por iniciativa dele, que queria me tirar de uma zona de conflito na Câmara de vereadores.

Paraense nascido na Vila de Peixe-Boi, o Alcy era mais amapaense que muitos amapaenses, posso dizer isso pela minha proximidade; era um sentimento forte, que transbordava diante das pessoas e que impressionou também o companheiro Hélio Penafort, que felizmente a ele se referiu em artigo publicado na imprensa tucuju, muito bem lembrado pela jornalista e poetisa Alcinea Cavalcante.

Lembro bem do entusiasmo, da convicção com que o Alcy Araujo escrevia sobre o Amapá, suas belezas, suas riquezas naturais, sobre a generosidade do povo amapaense que exaltava nos seus poemas e textos iluminados. Escreveu centenas de artigos sobre a economia e o desenvolvimento do Amapá.

Eu que já prestei modesta homenagem ao poeta e amigo em samba que virou patrimônio imaterial da cidade de Macapá, lembrando as crônicas irreverentes que animavam os ouvintes da RDM, não vejo a hora e o dia de botar uma roupa bonita para ir à festa de inauguração da Biblioteca Municipal Alcy Araujo Cavalcante, marcada para dia 22 de abril, data da morte do Poeta do Cais”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *