Maria Ester e os livros

ester1Socióloga, poeta, escritora, Maria Ester é autora do premiado “As aventuras do Professor Pierre na Terra Tucuju” e tem participação em várias coletâneas, inclusive em coletânea internacional.

Qual seu livro de cabeceira?
Ester
São vários, leio mais de um livro ao mesmo tempo. Tenho sempre perto de mim Quintana, Alcy Araújo, Manoel de Barros, Manoel Bispo e outros.

Qual seu primeiro contato com a leitura?
Ester – Meu pai era professor e tínhamos uma pequena biblioteca.

Qual o primeiro livro que você leu?
Ester – Não lembro, mas Dom Quixote, Cervantes, foi o que marcou quando ele e Shancho Pança enredam pelo mundo imaginário. Fantástico!

Livros que leu este ano?
Álvaro da Cunha  – Amapacanto
Gabriel Garcia – Marques Memórias de Minhas Putas Tristes
Milton Hatoum – Cinzas do Norte
Z. Rodrix – Diário de um construtor do tempo
Thiago de Mello –  Mormaço na Floresta
Antologia Modernos Poetas do Amapá
Alcy Araújo – Autogeografia
Mauro Guilherme – História de Pássaro
Manoel Bispo – Canto dos Meus Cantares
Mia Couto-  Fio da Missanga e Contos do Nascer da Terra
Eduardo Agualusa – Um estranho Goa e outros

Qual deles você mais gostou e recomenda?
Ester –  Fio da Missanga e Contos do  Nascer da Terra, doMia Couto, contista, poeta, cronista que ficcionalmente retrata seu povo e suas histórias e aspirações
Encantei com a escrita poética e metafórica com que envereda os vários caminhos que a prosa e poesia nos levam seus livros.

Quais os livros que não podem faltar na sua estante?
Alcinéa Cavalcante-  Paisagem Antiga
Carlos Drummond de Andrade – Obras completas
Manuel Bandeira – Obras completas
Machado de Assis-  Dom Casmurro e Memórias Póstumas de Brás Cubas
Julio Verne – Vinte Mil léguas submarinas
Jô Soares – O Xangô de Baker Street
Pablo Neruda –  Cem Sonetos de Amor
Manoel de Barros-  Obras completas
Leminski – Toda Poesia
Eduardo Galeano – O livro dos abraços
Mauro Guilherme – Destino
Gabriel Garcia Marques – Viver para Contar
Manoel Bispo – Palavras de Festim
Ana Miranda – Desmundo
Tiago Quingosta e Rodrigo Ferreira – Foz florescente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *