Mostra Virtual de Teatro em Miniatura abre inscrições na região Norte

O Coletivo Experimental de Teatralidades (CETA), com sede em Manaus (AM), convida os artistas e grupos dos sete estados do Norte, que realizam espetáculos de teatro lambe-lambe, para participar da primeira edição de O Lado de Dentro: Mostra Virtual de Teatro em Miniatura. As inscrições estarão abertas  até 12 de março no endereço online  www.cetaemcena.com.br/mostra.

Serão selecionados 14 espetáculos, sendo que cada um receberá um cachê de R$ 1.000 (Mil Reais). Os vencedores da seleção serão anunciados dia 29 de março. Já as peças serão apresentadas online entre os dias 11 a 18 de abril, no canal “CETA em Cena” no YouTube.

O Lado de Dentro: Mostra Virtual de Teatro em Miniatura foi contemplado pela Lei Aldir Blanc (nº 14.017/20) através do Prêmio Feliciano Lana, da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (SEC-AM). O objetivo da mostra é fomentar trabalhos artísticos de teatro lambe-lambe dos artistas e grupos nos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Rondônia, Roraima, Pará e Tocantins.

De acordo com a produtora do CETA, Stephane Bacelar, a mostra será uma experiência de estímulo criativo à cena regional. “Esperamos que a mostra crie potências e contatos do norte com o próprio norte. É de suma importância dizer que a gente vive de arte, pois vemos que há um fomento maior em outras partes do Brasil, mas também estamos aqui fazendo arte juntos”, disse.

Algumas das condições para a inscrição é a peça submetida ter no mínimo 1 e no máximo 10 minutos de duração, ser gravada, podendo ser inédita ou já ter sido apresentada, e o proponente residir em um dos sete estados da região Norte. O edital completo e o formulário de inscrição encontram-se em www.cetaemcena.com.br/mostra.

O Lado de Dentro
O teatro de miniatura, ou teatro lambe-lambe, surgiu nos anos 1980, no Nordeste do Brasil com as bonequeiras Denise di Santos e Ismine Lima. A linguagem buscou reutilizar antigas máquinas fotográficas de lambe-lambe, caídas em desuso no século passado, para apresentações de peças curtas em formato de manipulação de objetos e personagens.

Se espalhando pelo mundo, a técnica das formas animadas é geralmente apresentada em espaços públicos, como praças e feiras. De acordo com a também produtora da mostra, Iris Brasil, o CETA encontrou no teatro lambe-lambe uma possibilidade de criação teatral que pode ser transformada para o ambiente virtual.

“Durante o início da pandemia, em março, iniciamos um projeto de miniatura que mais tarde veio a se chamar o Lado de Dentro. Conseguimos construir quatro espetáculos com a linguagem. Gostamos tanto do universo das formas animadas, que decidimos fazer a mostra para difundir e celebrar as produções de lambe-lambe da nossa região”, esclareceu.

Quem é o CETA?
O Coletivo Experimental de Teatralidades (CETA), surgido em fevereiro de 2019, é um grupo de pesquisa e criação em teatro formado por Iris Brasil, Karine Magalhães, Stephane Bacelar e Victor Lucas Oliver, de Manaus (AM). Em dois anos de formação, o coletivo já realizou seis espetáculos, participou de mostras e festivais a nível nacional, incluindo o Festival Arte Como Respiro – Cênicas, do Itaú Cultural.

(Ascom)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *