Palavras cruzadas

debora1b
Débora Borralho

Visitem as livrarias para alimentar a alma
Por Débora Borralho

Era um entra e sai de gente. Sacolas de compras por todos os cantos. Parecia véspera de natal. A nossa cidade ficou em êxtase com a inauguração de mais um empreendimento comercial. Meus olhos brilharam, queria dar pulinhos de alegria, pois no meio de todas as sacolas de compras e do entra e sai de gente encontrei um tesouro: uma livraria.

Fiquei longe do alvoroço. Poucas pessoas, poucas sacolas. Entrei em um universo paralelo e lá encontrei velhos amigos. Dei de cara, logo na entrada, com a querida G.H e a simbólica barata, mais ao lado com Leminski e ao fundo avistei uma escada semelhante ao pé de feijão que levava João ao castelo do gigante. Não contive a alegria e liguei para quem pude só para avisar que lá em cima estavam a Galinha e os ovos de ouro. Oscar Wilde, O Pequeno Príncipe, Foucault, Nietzsche…

            Livraria nossa mente da mesmice se fosse mais frequentada. Livraria a nossa vida de solidão. Livraria de quase todos os males da sociedade em que vivemos. Faço um trocadilho para que possamos refletir, pois acredito que uma livraria tem realmente o poder de nos livrar de tudo o que foi mencionado e de muita coisa ruim que se pode imaginar. Poucos lugares são tão encantadores e especiais como os que nos fazem transcender.

            E é com esse espírito esperançoso que eu começo a escrever para vocês, na ânsia de ver a literatura ser valorizada, incentivada e reconhecida como algo fundamental para formar uma sociedade consciente. Os ovos de ouro foram feitos para serem compartilhados, uma vez que a leitura é o tipo de riqueza que cresce a cada vez que é dividida. Visitem as livrarias, envolvam-se com os livros, alimentem a mente e assim alimentarão a alma.

(Débora Borralho é neuropsicopedagoga, professora de Português e acadêmica de Direito. A partir de hoje passa a assinar toda segunda-feira neste blog a coluna “Palavras Cruzadas”)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *