Podcast Toca Brasil – Joyce Moreno fala sobre Tom Jobim

O novo episódio da sexta temporada do podcast Toca Brasil Enciclopédia no site do Itaú Cultural – www.itaucultural.org.br – vai ao ar no dia 17, terça-feira, e tem como convidada a cantora, compositora e violonista Joyce Moreno. Ela bate um papo com o jornalista Sergio Martins sobre a obra de Tom Jobim. Nesta sexta temporada do podcast, artistas consagrados, cujos verbetes de música são os mais procurados na Enciclopédia Itaú Cultural, são reverenciados pelas novas gerações, herdeiras de seus legados.

“Ele era à frente de seu tempo em vários sentidos, não só como músico, mas como ser humano, intelectual e pessoa que pensava o Brasil”, conta Joyce, que frequentava a casa do músico. “Ele tinha uma abertura muito grande para as novas gerações”, continua. “A casa dele tinha dois andares, em cima, na sala onde ficava o piano, ele recebia os convidados, em baixo, no varandão, o filho dele recebia nosso grupo. Eu fui privilegiada por ter frequentado os dois lugares. Ele e Vinícius de Moraes abriam a casa, o coração e a geladeira para as gerações seguintes”, comenta ela, que no desenrolar da história da música popular brasileira foi uma das pioneiras ao delinear e afirmar a assinatura da mulher na composição, arte até então de domínio dos homens.

Sobre a intrínseca ligação de Tom Jobim com o Rio de Janeiro, que inspirou grande parte de sua obra, ela relembra: “eu nasci e fui criada na divisa do Posto 6, que divide Ipanema e Copacabana. Posso dizer que Tom Jobim inventou Ipanema, assim como Dorival Caymmi inventou a Bahia. Era uma região meio desabitada”. Ainda pelos meandros da cidade maravilhosa, ele, que trabalhou por muito tempo como músico da noite e arranjador de discos, não gostava nada do agito das noitadas cariocas. “Tom detestava o trabalho nas boates, chamava de tour de trevas, porque era uma pessoa diurna,” revela. “A boemia do Tom, até o fim da vida foi durante a tarde, porque seis da manhã ele já estava acordado para ir comprar pão na padaria”.

(Ascom)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.