Sarau na Casa das Rosas

aa5No  dia 9 participei  do sarau na Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura,  um dos mais importantes espaços culturais de São Paulo.
Declamar e lançar livros na Casa das Rosas – museu que pertence à Secretaria de Estado da Cultura, administrado pela POIESIS Instituto de Apoio à Cultura, à Língua e à Literatura – é um sonho de grande parte dos poetas do Brasil e eu fui a primeira amapaense a ter esse privilégio. E digo para vocês que foi emocionante, fantástico e inesquecível declamar minhas poesias para uma plateia de altíssimo nível e ser aplaudida neste sarau organizado pelo poeta, editor  e agitador cultural Daniel Minchoni.

rosas34aA mansão, em estilo clássico francês com 30 cômodos, edícula, jardins e quadras, projetada pelo famoso arquiteto Francisco de Paula Ramos de Azevedo, que projetou também outros  prédios de importância histórica como a Pinacoteca, o Teatro Municipal, o Prédio da Light e o Mercado Público, começou a ser construída  em 1928 e foi concluída em 1935, período em que a famosa Avenida Paulista era ocupada por mansões dos senhores do café.
Foi habitada até 1986, quando foi desapropriada pelo governo de São Paulo.

IMG_0671Em 1991 foi inaugurada como espaço cultural recebendo o nome de Casa das Rosas, por ter um dos mais belos jardins de Sampa.

rosas31Além  de saraus, peças de teatro, exposições e palestras, a Casa das Rosas oferece oficinas de criação e crítica literárias, ciclos de debates, lançamentos de livros etc.
E conta com a primeira biblioteca do país especializada em poesia. E nesta biblioteca está, desde 2012, o meu livro “Paisagem Antiga”, lançado na 22a Bienal Internacional do Livro (por sinal o único livro de amapaense lá).

A Casa das Rosas abriga ainda objetos pessoais e milhares de volumes da coleção  do poeta, tradutor e ensaísta Haroldo de Campos.

casadasrosas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *