Valorizando a literatura – Prefeitura de Macapá publica obras de autores amapaenses

O prefeito de Macapá, Clécio Luís, recebeu do poeta Joãozinho Gomes os primeiros livros impressos do projeto literário Coleção Letras de Ápacam, idealizado e coordenado pelo poeta Joãozinho Gomes e pelo sociólogo João Milhomem. As obras editadas e reeditadas são de autoria dos escritores Manoel Bispo, Alcy Araújo e Isnard Lima, os dois últimos já falecidos.

A Coleção Letras de Ápacam tem o objetivo de editar e reeditar as obras dos poetas pioneiros, classificados como poetas modernistas que, na década de 1960, atuaram de forma definitiva para o desenvolvimento e engrandecimento da literatura amapaense. O encontro aconteceu no Palácio Laurindo Banha, no fim da tarde de ontem, terça-feira, 11, e estiveram presentes os idealizadores do projeto, a diretora-presidente da Fundação Municipal de Cultura, Marina Beckman, e o músico Alan Gomes.

Durante a Clécio fez uma chamada de vídeo para mostrar o material e comunicar a novidade para o escritor Manoel Bispo e para os familiares de Alcy Araújo, representados pelas filhas Alcinéa e Alcilene Cavalcante. Não conseguiu contato com os familiares de Isnard Lima, mas continuará tentando nos próximos dias.

Clécio destacou a importância do momento para a gestão e para a cidade de Macapá. “Nós acabamos de receber os primeiros exemplares do projeto literário Letras de Ápacam. O termo significa Macapá ao contrário, que está publicando ou republicando obras de escritores amapaenses e tem o propósito de revisitar as nossas obras literárias”.
Nesta primeira etapa do projeto os livros são “Seiva da Energia Radiante”, obra inédita de Isnard Lima;  Autogeografia, cuja primeira edição saiu em 1965, e o inédito Ave-Ternura, de Alcy Araújo;  e “Obra Reunida”, de Manoel Bispo. “O material está lindo, gostoso de manusear, de ver, ler e viajar na literatura amapaense, com uma qualidade jamais vista”, ressaltou o prefeito.

“Que Maravilha! Estou emocionada, os livros estão lindos. O Ave-Ternura eu amo e era um sonho meu que ele fosse publicado”, comentou a jornalista Alcinéa Cavalcante. “O material ficou lindo, estou muito contente e agradeço a gentileza e o trabalho da Prefeitura de Macapá em valorizar o nosso trabalho”, destacou Manoel Bispo. “A Prefeitura Municipal de Macapá entrega à comunidade literária e à toda comunidade amapaense parte do mais valioso documento literário da sua história, por entender que a elas pertence tão precioso legado”, destacou o poeta e compositor Joãozinho Gomes.

(Texto e fotos: Secretaria de Comunicação de Macapá)

  • A literarura amapaense vive um momento especial com a republicação de obras de nossos escritores: Alcy Araújo, Bispo e Isnard Lima. O prefeito Clécio está de parabéns por valorizar nosso literatura. Quem ganha é o leitor e a sociedade brasileira.

  • Que esse exemplo seja seguido por outros gestores, pois a literatura precisa de políticas públicas ,que a valorize e a reconheça com bem precioso. Precisamos reconhecer o passado e o presente por meio das palavras, e vejo que por meio da republicação das obras acima a nova geração de leitores terá essa oportunidade no que diz respeito a literatura amapaense. PARABÉNS .

  • Ótimo, estou muito contente dessa iniciativa. É necessário republicar e publicar obras amapaenses, constroem a identidade cultural amapaense e há muito tempo esperava por isso. Agora precisa divulgar e informar onde é possível adquirir os livros para dar amplo conhecimento dos nossos autores, seja a nível acadêmico, seja para a sociedade em geral.
    Os organizadores e a Prefeitura de Macapá estão de parabéns.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *