Bruno Mineiro apoia Waldez Góes

Ex-secretário de Estado  do governo Camilo Capiberibe (PSB), o deputado Bruno Mineiro (PTdoB) – que foi candidato ao governo e ficou em quarto lugar com 7,87% dos votos – reúne a imprensa nesta sexta-feira, às 10h na sede do PTdoB, para anunciar, junto com lideranças do partido, apoio ao candidato pedetista Waldez Góes (PDT), que disputa contra Camilo Capiberibe (PSB) o governo do Amapá.
Isso não era esperado. O esperado era apoio ao Camilo

Família Favacho – Também nesta sexta-feira a família Favacho, representada pela presidente do PROS-AP, Francisca Favacho; deputado estadual reeleito  Junior  Favacho(PMDB); vereador presidente da Câmara Municipal de Macapá, Acácio Favacho(PMDB) e o vereador presidente da Câmara Municipal de Santana, Dr. Fábio, concedem entrevista coletiva, às 15h na sede do PROS, confirmando apoio a Waldez Góes (PDT).
Isso já era esperado, claro.

  • O Bruno Mineiro sempre foi Sarney, as coligações nas eleições proporcionam isso; na política, não há limite, só o céu. A população do Amapá tem que se conectar com a política, pois ela gere tudo (educação, lazer, emprego, segurança, etc.) e aprender a eleger realmente aqueles politicos voltados para o bem comum, caso contrário, vao sofrer com os flagelos sociais que a corrupção proporciona, e geralmente arrebenta do lado mais fraco, que e justamente a maioria do eleitorado humilde das periferias.

    • Venha me conhecer aqui na Receita Federal,onde cumpro horário de 08hs diárias.Tanto eu como meus irmão somos concursados e nossos votos são livres de apadrinhamentos.Moro há 06 anos aqui e quando vim do Rio de Janeiro eu já era funcionária federal,TIMETI! rsrsrs

  • O gestão do PSB não deu valor aos seus aliados para a sua eleição em 2010. Agora é tarde. No IMAP ja esta cheio de gente em cargo de confiança que é 12, indicados por uma coordenadora. Não é atoa que parte da militância se sente traída.

  • “É preciso ter coerência na escolha das alianças. Tem que ter compromisso com a sociedade e a história de combate à corrupção e de defesa do povo do Amapá, construída pelo promotor Moisés nos dão ainda mais força”, reforçou Camilo Capiberibe.

  • Essa oligarquia dos “F”, não querem largar o osso, sairam derrotados nas urnas, pois elegeram apenas um candidato, onde esperavam ser o mais votado. A Câmara de Vereadores, está entregue as moscas e baratas, fui dia desses lá, não tem nem papel higiênico nos banheiros, nem sabão p lavar as mãos, nem bebedouro p/ beber água. Corredores vazios e gabinetes fechados. Queria saber se os assessores dos gabinetes não batem ponto, Acho que o Poder Legislativo municipal só serve de trampolim para politiqueiros buscarem cargos políticos superiores ao cargo de Vereador

  • Nas formatações das candidaturas o programa do Luís Melo .ele próprio informou que SARNEY havia chamado BRUNO MONEIRO para sabatina_lo.QUAL É A NOVIDADE?

  • Senti falta de uma matéria sobre a posição de Lucas Barreto. Ele disse que a orientação ao seu grupo é a de não votar no 40. É nulo ou 12.

  • O futuro ex-deputado seguiu a lei da sobrevivência.
    Como vai ficar desempregado, procurou segurar em algum galho, mesmo que seja na trupe da harmonia.

  • Que indivíduo mais falso heim Governador Camilo? Ficou um tempão se aproveitando das benesses do cargo de Secretario de Transporte e na hora de o apoiar, apunhala o senhor duas vezes pelas costas. A política é suja mesma.

  • ESSE BRUNO MINEIRO É UM VERDADEIRO TRAÍRA.ESSE WALDEZ SENDO ELEITO(espero que isso não aconteça) vair dar um chute no traseiro de todos eles.NO FUNDO SÃO TODOS IGUAIS. .

  • Essa sim é uma grande novidade…kkkkkkk.E ainda dizem que o Camilo é que é traíra.Vá lá seu Bruno,o pão de queijo tá assando,sirva aos seus parceiros Amanajás,Favachos,Gurgéis,Góes e blá blá.A oligarquia dos Capiberibes não pode,mas a desses ai,pode.

  • DEPOIS RECLAMAM QUANDO FALAM FARINHA DO MESMO SACO… AO INVÉS DE NÃO SE MISTURAR, FICAR NEUTRO .. PRA DEPOIS DIFERENCIAR… pior que depois pra separar o joio do trigo SERÁ IMPOSSÍVEL!!!…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *