É guerra

Durante toda a campanha eleitoral de 2010 foram protocoladas no TRE-AP 383 representações contra propaganda eleitoral. Agora em 2014, nos primeiros dois meses, já foram protocoladas 412 representações.
Mas isso ainda não é nada.
A coisa vai pegar fogo mesmo na segunda quinzena deste mês, quando além das representações contra propaganda começam a pipocar as denúncias de compra de voto, de distribuição de cestas básicas, madeira, telhas, óculos, dentaduras e funcionários públicos nas pontes pedindo voto em horário de expediente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *