MPE pede a cassação do registro de candidatura de Gilvam Borges

O Ministério Público Eleitoral protocolou hoje ação de investigação judicial eleitoral (AIJE) contra o candidato a prefeito Gilvam Borges (PMDB), seu vice Adiomar Veronese (PROS), o governador Waldez Góes (PDT) e o presidente da Associação dos Sem Casa do Amapá (ASCEA), Carlos José Gomes da Silva, conhecido por Açaituba. Eles são acusados de abuso de poder político e captação ilícita de votos.
De acordo com a denúncia, o governador Waldez Góes teria prometido doar terrenos aos membros da ASCEA em troca de votos para Gilvam Borges.

A promotora eleitoral Andréa Guedes anexou à denúncia imagens de uma reunião onde o assunto foi tratado, além de áudios.

Na ação, a promotora pede a cassação do registro de candidatura de Gilvam Borges.

(Tem matéria com mais detalhes no site  Seles Nafes e no G1-AP )

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *