Vão vendo

Chamado para um encontro com uma poderosa autoridade, um candidato ao governo fez a barba, vestiu seu melhor terno, pegou o primeiro avião e se mandou todo lindo, cheiroso e feliz da vida imaginando o robusto apoio que receberia.
À toa.
Entrou no luxuoso gabinete com um sorriso de orelha a orelha, que logo se transformou num sorriso amarelo quando ouviu do poderoso a proposta para desistir de sua candidatura em favor de outro e que receberia uma “grande recompensa” se topasse.
“Sinto muito, mas essa proposta não me agrada”, teria dito o candidato ao poderoso. Pegou o primeiro avião de volta e intensificou sua campanha ao governo do Amapá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *