Waldez Góes é eleito governador do Amapá

waldez2

Com 99% das urnas apuradas,  Waldez Góes (PDT) está eleito governador do Amapá. Ele tem 60,57% dos votos  contra 39,43% de Camilo Capiberibe (PSB).

Na orla da cidade, os eleitores de Góes já começaram a festejar a vitória. Waldez Góes acompanha a apuração em sua casa ao lado do senador José Sarney (PMDB) e outros correligionários.
Capiberibe acompanhou a apuração na casa dos seus pais. No seu perfil no twitter ele agradeceu  do “fundo do coração cada voto depositado nas urnas e também o carinho e a generosidade do povo do Amapá.”

  • Governador bom se elege no 1º turno. Os meia-boca no segundo, apertado. Os que não se elegem são incompetentes mesmooooo. Achou que poderia convencer a população através dos comerciais mentirosos. Quebrou!!!! Lamento que Davi e Randolph tenham embarcado nessa. Apoiem quem merece ou calemmmm, senão fica parecendo que “jogam” no mesmo time!!!!!! Lamentável, perderam muito de minha confiança e acho que de muita gente…..

    • Tens razão,desviar 1 bi dos cofres públicos é só p/quem tem competencia mesmo.Agora com mais esperiencia,vai esvaziar o cofre.Bem feito p/o Camilo,quem manda ele não ter experiência..kkkkk

  • Vamos ascabar com a choradeira e aceitar a realidade. Esperamos que o novo governo conduza bem o Estado. PS. Não esquecer de mandar asfaltar a Rua Leopoldo Queiroz Teixeira, trecho compreendido entre as Avs. Heráclito Juarez Filho e Autora Pires da
    Costa, única artéria do local que anda esquecida pelos governantes.

  • O adágio popular que é realidade:CADA POVO TEM O GOVERNO QUE MERECE!
    A diferença no Amapá é que não temos povo. Temos uma imitação de povo, arremedo de povo.

  • Ainda bem que acabou.
    Não me refiro ao pleito do Amapá, mas de forma geral, pois, não estou apto a repercutir sobre os políticos do Amapá apesar de acompanhar através do Blog. O que se nota é que o povo brasileiro trata a disputa eleitoral como seus times de futebol, a maioria da população perdeu a capacidade de se indignar com os maus feitos dos políticos e com as péssimas administrações e o voto ideológico tira a capacidade de raciocínio do eleitor, principalmente o menos informado, aquele que permuta seu voto por favores inespressívos ou aquele que vislumbra no candidato a possibilidade de ficar quatro anos empregado. Um comentarista aqui citou que falta educação moral e cívica, eu completaria: Falta educação, falta educação moral e cívica, falta senso crítico, falta conhecer seus direitos e deveres, aliás, muita gente nesse país só acha que tem direitos.
    Você que acompanhou a campanha eleitoral deve ter notado a quantidade de vezes que foi citado o tríduo educação, saúde e segurança. Se como por uma passe de mágica uma pequena parcela disso fosse implementado aí sim, a população passaria a viver com um pouco de dignidade.
    Sds,

    • Falar em time de futebol,dia 1º de janeiro/2015 vai começar o campeonato de futelama.O time só tem jogador “experiente”,TIMETI!…kkkkkkk.

  • Estudando um pouco de sociologia e filosofia, li algumas literaturas com relação ao nosso Brasil Colônia, de onde se origina essa famigerada “CORRUPÇÃO”, desde o Brasil Império é que tal ato imoral ocorre, do tipo que chamamos “jeitinho brasileiro” para tudo que fazemos. Desde aquela época, se nossos monarcas não tinham o que queriam, sempre cooptavam alguém, algum membro da sociedade, para que lhe fornecesse favores, em troca de alguma coisa, ou de algum título de nobreza, onde vemos muitos “condes, duques, barões”, carregarem esse título, em face de terem agido em prol da monarquia brasileira. A corrupção no Brasil, além de ser crime (mesmo que poucos paguem pelos erros que cometem), creio eu que vem da genética do nosso povo, visto que quem veio habitar as terras brasilis, na sua maioria, foram ladrões, prostitutas, a escoria de Portugal, para depois sim, o Império português fugir de Portugal, e fincar os pés em terras brasileiras. Em muitos países, existe apenas o sim e o não, para se resolver as questões, não existindo o tal “jeitinho brasileiro”, suas legislações são rígidas e claras, já no Brasil é o inverso. Creio eu que falta mais Educação Moral e Cívica para nosso povo, passar a ter condições de votar e cobrar com direito melhorias e uma melhor qualidade de vida no Brasil.

    • Amigo,entendi todo esse passeio na filosofia e sociologia e oque vc diz baseado nelas, é fato.Infelismente o nosso povo não valoriza conhecimentos,o imediatismo e troca troca esta no DNA de algumas classes da sociedade,melhor dizendo,o poderoso($$$$) que sugere a troca e o miserável que concede a troca.Para este,a única cultura é a do imediatismo e favorecimento.Após esta troca,o poderoso continua seu curso e o miserável fica estagnado,cara de paisagem.Vai reclamar dq inocente?

  • infelizmente esse povo preferiu o retrocesso.Ainda prefiro o senador capi no sanado do que esse gilvan(penico de ouro).Vamos esperar as reclamações de vcs quando o salvador da pátria assumir.

  • A politização do povo brasileiro e em particular do Amapá, estar melhorando, se o cabra é eleito e não agradou, na próxima eleição certamente vai dançar, é o caso do filho do senador que subestimou as pesquisas do IBOP, se continuar assim, daqui a quatro anos receberá o mesmo castigo do filho, esperamos que o carrasco não seja o Gilvan.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *