2° turno – PSB opta pela neutralidade

Tal qual o PT, o PSB optou pela neutralidade neste segundo turno.

Em nota distribuída no início da madrugada, a executiva estadual alega que as candidaturas do prefeito Clécio (Rede) e de Gilvam Borges (PMDB) “são apoiadas pelos partidos que estiveram na linha de frente da aprovação em primeiro turno da PEC 241, conhecida como a PEC da Morte”.
Por esse e outros motivos a Comissão Executiva Estadual do PSB-AP deliberou, por unanimidade ontem à noite, “declarar neutralidade política no segundo turno das eleições municipais e liberar a sua militância e seus simpatizantes para votarem conforme suas consciências.” 

Na disputa pela Prefeitura de Macapá, o PSB foi o penúltimo colocado no primeiro turno, com 7.922 votos (3,71%), perdendo inclusive para o PSTU (5,27%) e ficando à frente apenas do PT (1,02%).

  • Penso que de tão queimados estão os PSBistas que um apoio a qualquer uma das candidaturas traria muito mais prejuízos que benefícios ao apoiado.

  • Partido que não consegue eleger um vereador na capital não tem que opinar nada. Depois que o ex governador tomou a frente desse partido, foi abismo abaixo. As urnas confirmam minha teoria.

  • PSB TEM QUE RECOMPENSAR O QUE O SR. GILVAM BORGES FEZ DURANTE OS 4 ANOS DE ADMINISTRAÇÃO DO GOVERNADOR CAMILO, COM AS SUAS EMISSORAS DE RÁDIOS E TELEVISÕES, CONFUNDINDO A CABEÇA DAS PESSOAS, PARA ELEGEREM O GOVERNADOR WALDEZ GÓES. AGORA É O TROCO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *