Polícia Militar na “Operação Eleições”

A Polícia Militar do Amapá (PM/AP) vai empregar cerca de mil militares durante as eleições deste ano no Estado. O trabalho inicia nesta quinta-feira, 4, quando o Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE/AP) começa o transporte das urnas eletrônicas que serão usadas no próximo domingo, 7, nas sessões eleitorais do interior. Além da escolta dos equipamentos, cerca de 430 militares vão atuar na guarda dos locais de votação.

A operação visa garantir que a eleição ocorra dentro da normalidade. Para isso, os locais de votação receberão policiamento de guarda até o dia de votação.

Além do interior, a Operação Eleições será realizada também em Macapá e Santana, os dois maiores colégios eleitorais do Estado, onde mais de 500 militares que irão atuar no transporte e guarda das urnas, assim como no policiamento nos locais de votação no dia da eleição.

Já no dia 7 de outubro, cada ponto de votação terá uma guarnição fixa de policiais militares, que vai atuar das 7h às 19h. Com o fim da votação, os militares acompanharão as urnas até os cartórios eleitorais, onde será feita a apuração dos votos.

Após o fim da votação, praças e locais de concentração de pessoas receberão o reforço na segurança com policiamento ostensivo. O Batalhão de Operações Especiais (Bope) estará de prontidão, para atuar caso haja necessidade do emprego da tropa especializada no controle de distúrbios civis. A Operação Eleições só encerra na segunda-feira, 8.

(Secom)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *