2° turno – Nem um nem outro

Candidato derrotado no primeiro turno para a prefeitura de Macapá, o professor Marcos Roberto (PT) usou as redes sociais para informar que neste segundo turno não apoiará nem Josiel (DEM) nem Dr Furlan (Cidadania).
Ele disse que sua candidatura nasceu com o propósito de apresentar uma plataforma de governo baseada num projeto democrático e popular comprometido com a garantia dos direitos sociais e trabalhistas da população de Macapá e que não se sente representado por nenhuma das duas candidaturas colocadas no segundo turno em Macapá. “Josiel (DEM) e Furlan (Cidadania) são duas faces da mesma moeda, que, fundamentadas na concentração do poder econômico e oligárquico, continuarão os retrocessos em curso”, ressaltou.

Dentre os dez candidatos a prefeito a prefeito, Marcos Roberto ficou em nono lugar com  1,52% (3.075 votos). Esta foi a quinta eleição que ele disputou – deputado estadual (2006), vereador (2008), senador (2010) e deputado federal (2014) – , sempre pelo PT,  e em nenhuma conseguiu se eleger.

Haroldo Iran
Outro que já anunciou neutralidade neste segundo turno é Haroldo Iran, do PTC, que ficou em oitavo lugar no primeiro turno com 1,99% (4.022 votos).
Ao anunciar sua neutralidade, ele disse: “Eu abomino essas duas candidaturas (Josiel e Furlan) porque representam a velha politicagem“.

Esta foi a segunda vez que Haroldo Iran disputou uma eleição. Estreou na política em 2018 disputando uma cadeira de deputado estadual, mas não conseguiu se eleger.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *