MDB faz assembleia extraordinária para deliberar sobre suposta infidelidade partidária de sua candidato ao Senado

Presidente do MDB e candidato ao governo, Gilvam Borges está convocando a Comissão de Ética do partido para uma assembleia extraordinária a ser realizada segunda-feira, 15, para deliberar sobre suposta infidelidade partidária da candidata ao Senado Rayssa Furlan.
Rayssa teria participado de uma reunião com Jaime Nunes, candidato ao governo pelo PSD, o que contraria as orientações partidária do MDB que tem candidato próprio.
Se comprovada a infidelidade, Rayssa poderá até ser expulsa do partido.
Gilvam Borges e Jaime Nunes – que andaram juntos até pouco tempo – romperam a amizade e parceria quando o grupo de Jaime não aceitou Gilvam para compor a chapa como vice.
Em represália, Gilvam lançou-se candidato ao governo e fez uma live onde disse que quem não o quer como amigo elege-o como inimigo.
Na live fez acusações gravíssimas ao ex-aliado Jaime Nunes. Afirmou que foi ameaçado por Jaime que teria colocado um revólver na sua cabeça exigindo a presidência do MDB.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.