Sábado tem Banzeiro

banzeiroNeste sábado, 12, o Banzeiro do Brilho-de-fogo estará nas ruas do centro de Macapá, comemorando um ano do projeto cultural, nascido para incentivar a inclusão musical e aproximar a população dos sons e instrumentos que são a base da música amapaense. Mais de 100 batuqueiros, estarão tocando tambores, acompanhados de instrumentos de sopro, que dão o tom para as mulheres do Cordão das Açucenas e crianças do Jardim do Banzeiro, no 2º grande cortejo, que inicia na frente da Igreja São  José, na avenida Mário Cruz, e encerra na praça Zaguri, recentemente reformada, onde haverá apresentação de artistas locais.

O projeto Banzeiro iniciou em 2014, com as oficinas de percussão no quilombo do Curiaú, e as itinerantes em praças, associações, faculdades e escolas do centro e periferia de Macapá, orientadas por instrutores com conhecimento musical. Também foram oferecidas oficinas de confecção de tambores e produção de adereços, abertos para a população. O projeto é coordenado pelos músicos Adelson Preto, Paulinho Bastos e Alan Gomes e tem o apoio da Prefeitura de Macapá (PMM).

Com aceitação da população e adesão de músicos e outros artistas, o Banzeiro é reconhecido como a primeira orquestra de percussão do Amapá formada por pessoas de todas as faixas etárias, que através da música e arte, aprendem a importância da valorização das tradições regionais, impressas em canções e dança. “Tiramos o marabaixo e batuque dos barracões e levamos para outros espaços públicos, onde os alunos aprenderam a tirar o som das caixas, e se arrumar com flores, chapéus de palha, saia rodada e outros adereços da nossa cultura”, explica Paulinho Bastos.

Desde o primeiro cortejo, o Banzeiro recebe convites para desfilar em programações, como aniversário de Macapá, cortejos pequenos em bairros, Encontro dos Tambores, e em projetos como do Memorial Amapá e Confraria Tucuju. “É um retorno importante porque o Banzeiro desfila nossa cultura, seja na música, na arte circense e teatral, na pintura das caixas, produzidas por artesãos amapaenses, e no toque das caixas, tudo isso, feito por cidadãos que amam nossas tradições ou estão aprendendo a se encantar com ela. Esse é nosso objetivo”, disse Adelson Preto, coordenador geral do projeto.

Serviço:
Cortejo do Banzeiro
Concentração: Av: Mário Cruz – Antiga Igreja de São José
Hora: 15h
Saída: 17h, em direção à praça Izaac Zagury.
Encerramento da programação: meia-noite

(Texto e foto: Mariléia Maciel)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *