Branco vem ao Amapá como olheiro da Seleção Brasileira

O seminário sobre futebol na infância e adolescência, que será realizado pela CBF Social e Federação Amapaense de Futebol (FAF), promete alimentar não só a discussão sobre o esporte como caminho de crescimento pessoal, mas também o sonho de tantos jovens de serem notados por um olheiro da Seleção Brasileira.

Para a missão tão importante de avaliar os jovens desportistas participantes do seminário, a FAF confirmou a vinda do jogador Branco, um dos heróis do título do Brasil na Copa do Mundo de 1994.

Programação
Branco participará do seminário que inicia no dia 15 de agosto em Macapá, e encerra no dia 16, com um festival de futebol para meninos e meninas entre 9 e 13 anos.
Nesse momento, os desportistas estarão sob o olhar atento do ex-lateral, que além da Seleção Brasileira, atuou em clubes como Internacional, Fluminense, Grêmio, Corinthians, Flamengo e tem passagens por equipes de Portugal, Itália e Inglaterra, participou do título da Copa América de 1989.

Inscrições
Todos os jovens entre 9 e 13 anos podem se inscrever para o seminário da CBF Social no Amapá, as inscrições são gratuitas e devem ser feitas no link http://portalcbfsocial.cbf.com.br/futebol_base_amapa . O processo de inscrições é rápido e será gerido pela própria CBF em parceria com a FAF.

CBF Social
Lançado em junho de 2015, o CBF Social é um departamento exclusivo da Confederação Brasileira de Futebol para fomentar ações de responsabilidade social por meio do esporte. Desde que foi criado, o CBF Social já beneficiou mais de cem mil pessoas de diferentes faixas etárias e gêneros, e pela primeira vez chega ao Amapá por meio de uma articulação da FAF.

Nossos esforços são para que o Amapá volte a ter um futebol de base forte, e para isso, investimos nos jovens desportistas com ações como essa, em parceria com o CBF Social. É importante que os jovens saibam que o jogador Branco representa uma Seleção Brasileira que está sempre em busca de novos talentos. É uma oportunidade única”, concluiu Netto Góes, presidente da FAF.

(Marcelle Nunes)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *