#TBT dos meus 15 anos

No dia dos meus 15 anos. Naquele tempo a gente colocava os presentes na cama para “bater o retrato” com eles. Lembro bem desse meu vestido, era azul, feito por Idália Lobato. As jóias foram os presentes dos meus pais. Meu pai escreveu uma carta, que guardo até hoje, com orientações, conselhos etc. As jóias ele dizia que eram apenas uma lembrança, o presente era a carta. No cartão, ele escreveu: “Meu presente é a carta que acompanha esta lembrança. Perca o ouro da segunda, mas não perca as palavras da primeira”. Parte do ouro eu perdi faz tempo, mas as palavras, ah, as palavras não perdi nenhuma.

Amanhã completa 50 anos que essa foi feita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *