Amapá começa a exportar soja

O Amapá iniciou nesta quinta-feira, 8, o processo de exportação de soja para o mercado internacional. Vinte e cinco mil toneladas de soja foram embarcadas  hoje no Porto de Santana com destino à Holanda.
O presidente da Companhia das Docas de Santana, Eider Pena, garantiu que o Porto será modernizado para armazenar a produção que, segundo ele, será de 35 mil toneladas ao ano. Pena faz parte de um grupo que iniciou o plantio de soja no Amapá com vistas a exportação.

Os sojeiros estimam que agora em 2016 o setor movimentará algo em torno de R$ 50 milhões.

  • Ainda acho que a soja é um embuste. Nunca vai ser a redenção do Amapá.
    Talvez daqui a dez ou quinze anos, com muita pesquisa e melhoramento genético, se torne viável.
    Por enquanto o que existe é muita lavagem de dinheiro. Neguinho colhendo 40-50 sacos/ha, tendo prejuízo mas arranjando a contabilidade, para parecer bem na foto.
    Nós vivemos no Estado das tramoias. E nunca vamos sair disso.

  • Todo mundo sabe que a cadeia produtiva da soja do Amapá, nunca vai acontecer. Vamos sim continuar sendo meros exportadores de matéria prima “in natura” como aconteceu com o manganês, o ferro , o caulim, a madeira , o peixe, daqui a pouco o petróleo e porque não a soja?

  • A última frase não está tão correta, a escrita certa é:
    “Os sojeiros estimam que em 2016 lucrarão em torno de R$ 50 milhões”. Eles ficam com os lucros e o Amapá e o povo amapaense com os danos ambientais, os conflitos agrários e todos os passivos advindos deste ouro de tolo chamado soja.
    Ilude-se quem acredita que esta seja salvação da economia amapaense, tal qual outros grandes empreendimentos, geram poucos empregos, destroem a floresta, contaminam o solo e e os rios e a riqueza fica nas mão dos políticos corruptos que dão o aval ao negócio e dos empresários do agrotóxico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *