Amapá sofre novo apagão

Um novo apagão atingiu o Amapá na tarde desta quarta-feira. Felizmente durou  menos de duas horas. Mas toda vez que isso acontece o amapaense entra em pânico, pois vem à memória o apagão de novembro passado que deixou o Amapá por vários dias sem energia elétrica e sem comunicação.

Em nota a Linhas de Macapá Transmissora de Energia (LMTE) informa que está apurando a causa do desligamento ocorrido hoje e diz que pode ser  de natureza sistêmica sendo externa a operacão da LMTE. Diz ainda que retorno foi automático e que disponibilizou no tempo de 1 minuto o transporte da energia nas linhas de transmissão Laranjal-Macapá 1 e 2.

O que diz o ONS
O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) informa que hoje, 16 de junho, às 16h05, houve o desligamento automático de todos os equipamentos da área Amapá, a partir da área LT 230 kV Laranjal/ Macapá C.1 e C.2, com a interrupção estimada de 250 MW de carga.

Às 16h21, foi iniciada a recomposição e, às 17h59, toda a carga já estava restabelecida.

O ONS reitera que, assim que identificou o problema, atuou prontamente para iniciar a recomposição do sistema e para que o completo fornecimento de energia fosse restabelecido o mais rápido possível. O ONS avaliará as causas da ocorrência junto aos agentes envolvidos e, posteriormente, fará um Relatório de Análise da Perturbação (RAP).

Senador Randolfe cobrou, no Senado Federal, providências e responsabilidades pelo novo apagão

Nesta quarta-feira (16), o senador Randolfe Rodrigues (REDE) cobrou, no Senado Federal, providências e responsabilidades pelo novo apagão que atingiu o Amapá durante a tarde.

O parlamentar alertou para o novo blecaute no estado durante sessão que teve entre as pautas a MP 1031, que trata sobre a privatização da empresa Centrais Elétricas Brasileiras (Eletrobras).

Randolfe registrou em sua fala que esse já é o quinto apagão pelo qual passou o estado do Amapá em sete meses. Cobrou também da Linhas Macapá de Transmissão de Energia (LMTE) explicações sobre o ocorrido.

Para o senador, as causas do novo apagão são as mesmas do ocorrido em novembro do ano passado, que deixou os amapaenses por mais de 20 dias entre a total falta de energia e em sistema de racionamento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.