Comilona

O batalhão ambiental apreendeu hoje nada menos que 60kg de carne de jacaré na casa de uma mulher na zona norte de Macapá.
Com ar de inocente, a mulher disse que tudo aquilo era apenas para consumo próprio.
Então tá.

  • Comer jacaré, paca, tatu, cutia, etc… Não vejo nada de mais. É uma proteína como outra qualquer. Nasci e cresci nas brenhas do Marajó comendo essas carnes. Foi assim que sobrevivi.
    Matar para comercializar, sim, é um ato criminoso, perante nossas leis, claro.
    Logo ali na Guiana francesa, às margens de qualquer rio, em um bom restaurante, regado a um vinho podemos saborear “le biche”, ou qualquer outro habitante de suas selvas amazônicas. Vendidos legalmente, numa boa, sem a hipocrisia de nossas leis ambientais.

  • Em alguns interiores aqui do Pará, os vendedores nas feiras anunciam assim esse produto: “Olha o pirarucu regional…”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *