Cristina Almeida também

A deputada Cristina Almeida (PSB) também que sustar o aumento da tarifa de energia elétrica.
No dia 18 passado ela protocolou na Assembleia Legislativa o Projeto de Resolução para suspender esse aumento.
Pelas contas do senador João Capiberibe (PSB) houve um  aumento de 83% na tarifa de energia elétrica em um ano, sem que ninguém fosse avisado. “Isso  desequilibra o orçamento familiar, calculo que mais de 50% dos consumidores não vão poder pagar. Se estão fazendo isso para privatizar a CEA, antecipo, sem consumidores ninguém vai querer comprá-la”, diz ele.
Para Capiberibe o governo do estado está cometendo um grande erro ao  silenciar sobre esse aumento considerado abusivo.

  • Fazem parte, também, desse passivo (patrimônio do povo), algumas, poucas, subestações.
    O triste “enterro” da CEA é “cantado em versos e prosas” desde o”lenga-lenga” da privatização, alardeado por “uns e outros” e consolidada com àquele famoso empréstimo bilionário que, à época, foi avalizado pela Assembléia (deputados), cujo devedor é o Povo Amapaense (já tá pagando a conta).
    Os mais atentos sabem qual é a empresa que “abocanhará a carne de primeira”. Ao povo fica a “ossada”. Aí a “zelites” vai ficar degustando enquanto o povão paga a dívida e volta a viver no século XIX ou pra trás.

  • Acho que nossos políticos e técnicos, ou algo que o valham, não entenderam o que de fato vai acontecer com a CEA. Ela não vai ser privatizada. Vai continuar existindo, como ente jurídico, mas sem função nenhuma.
    De fato, ninguém vai comprar a CEA, mesmo que seu preço seja um real. Ela simplesmente perdeu a concessão. A nova concessionária já tem nome e dono. O que está sendo feito é uma reconstituição tarifária para que os novos donos comecem sem atropelos.
    A velha CEA, diga-se Governo do Estado, ficará com o passivo, ou seja, as dívidas e será obrigado a repassar de imediato o ativo, que nada mais é que a velha rede elétrica, prédios e terrenos, à nova concessionária, para que essa possa ganhar muito dinheiro, com uma bela tarifa e um patrimônio vindo de graça, bem enxuta, sem problemas e sem dívidas de tipo algum.
    Fica para o povo amapaense esse cavalo de troia chamado CEA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *