Embrapa seleciona bolsistas de Iniciação Científica

A Embrapa Amapá abriu inscrições para o cadastro de reserva de cotas para bolsistas do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica – PIBIC/Embrapa. O período de inscrições é até a próxima quinta-feira, 3 de julho, no horário das 8h às 12h e das 14h às 17h, no Setor de Gestão de Pessoas da Embrapa Amapá.

A divulgação do resultado está prevista para o dia 10 de julho deste ano. As cotas de bolsas são financiadas pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e destinam-se a alunos de cursos de graduação. . Informações mais detalhadas estão no edital que pode ser acessado no site http://www.cpafap.embrapa.br

O valor da bolsa de Iniciação Científica é de R$ 400,00 (mensais) e tem duração de 12 meses. A seleção dos candidatos será feita pelo Comitê Técnico Interno (CTI) da Embrapa Amapá, com base na avaliação do histórico escolar e currículo lattes do candidato, adequação do plano de trabalho ao projeto do orientador, além de originalidade, relevância e viabilidade técnica da proposta.

Os estudantes interessados devem estar matriculados em curso nas áreas de interesse do pesquisador orientador, relacionadas às atividades de pesquisas da Embrapa Amapá, não podem ter sido reprovados mais de duas vezes (no respectivo curso de graduação) e não podem ter bolsas de outros programas do CNPq ou de outras instituições, entre outros requisitos que constam no edital.

Para realizar a inscrição, os interessados devem apresentar cópias do CPF, RG, histórico escolar atualizado, declaração de matrícula, comprovante de residência, Curriculum Lattes atualizado na base do CNPq, plano de trabalho (no máximo duas folhas) com cronograma de atividades vinculado a um projeto do orientador e carta de recomendação do orientador.

O PIBIC é um programa voltado para o desenvolvimento do pensamento científico e iniciação à pesquisa de estudantes de graduação do ensino superior. Visa proporcionar ao bolsista, orientado por pesquisador qualificado, a aprendizagem de técnicas e métodos de pesquisa e estimular o desenvolvimento do pensar cientificamente e da criatividade, decorrentes das condições criadas pelo confronto direto com os problemas de pesquisa.

(Dulcivânia Freitas/Embrapa Amapá)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *