Equipe técnica do Governo vai investigar causas de mortandade de peixes em Pedra Branca

O Governo do Amapá enviou, nesta segunda-feira, 29, uma equipe composta por técnicos de cinco órgãos estaduais para averiguar as circunstâncias sobre a mortandade de peixes registrada no último sábado, 27, na comunidade do Xivete, no município de Pedra Branca do Amapari, região centroeste do Estado.

Os trabalhos neste primeiro momento envolvem especialistas da Defesa Civil Estadual, Companhia de Água e Esgoto do Amapá (Caesa) e das Secretarias de Meio Ambiente (Sema), Inclusão e Mobilização Social (Sims) e da Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS)/Lacen. Eles se juntaram a agentes do município para analisarem o ocorrido e esclarecer a população sobre as causas do evento.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil, coronel Wagner Coelho, do Corpo de Bombeiros, o serviço se concentrará, inicialmente, em levantamento das informações sobre a mortandade.

“O local onde os peixes apareceram mortos é no rio onde é feita a captação e tratamento de água para a distribuição na cidade e então, estamos indo com uma força tarefa para levantar todos os elementos e esclarecer a população e realização as medidas de urgência junto com os demais órgãos”, informou.

A Sema enviou duas equipes para a região sendo uma para fiscalização e outra para fazer a coleta de peixes e da água para a análises e exames. Os demais órgãos farão diagnósticos sobre todo o cenário e deverão apontar as medidas cabíveis para cada situação.

Devido ao ocorrido, o município suspendeu o fornecimento de água tratado em Pedra Branca do Amapari.

(Secom/GEA)

  • Primeiro a coleta de peixes, depois a coleta da água. Não seria mais urgente que fosse feito uma vistoria na mineradora para a comprovação do acidente ? Ou o órgão Ambiental foi negligente em termos de fiscalização e monitoramento ? Ia esquecendo que para entrar nessa empresa é preciso mandar Ofício comunicando que haverá fiscalização. Coisas que só acontece no Amapá.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.