Governo quer construir mais 1500 unidades habitacionais no Miracema

O governador do Amapá, Waldez Góes, articulou, em Brasília, nesta quinta-feira, 21, os detalhes para a assinatura do contrato referente à construção de mais 1.500 unidades habitacionais no Conjunto Miracema. A obra será dívida em três etapas e contará com recursos da ordem de R$ 137 milhões, sendo que R$ 10 milhões serão de contrapartida do Estado.

O Miracema é o único do país que ainda está sendo executado através do programa “Minha Casa, Minha Vida”, do Governo Federal. Além das unidades habitacionais, as novas etapas do projeto preveem a construção de uma creche com capacidade para atender 376 crianças e uma escola para 1.170 alunos.

As obras da primeira etapa do Conjunto Miracema já estão com mais de 90% dos serviços concluídos. A previsão é que as 500 unidades habitacionais sejam concluídas até dezembro deste ano.

A Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinf) já realizou cadastramento das famílias que serão transferidas para o conjunto. Trata-se de 560 famílias cujas casas foram retiradas da área do entorno do Canal do Jandiá. A entrega das unidades habitacionais com o remanejamento das famílias para o residencial está prevista para julho de 2020.

(Secom/GEA)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.