Grito dos Excluídos tem live e ato popular por saúde, comida, moradia e trabalho

Com o tema “Vida em primeiro lugar” o Grito dos(as) Excluídos(as) busca dar forças e voz aos cidadãos “excluídos” sobre seus direitos.

 

Diferente dos demais anos, a programação será feita em dois momentos, o primeiro ocorrerá nesta segunda-feira, 6, em uma live pelas redes sociais e pela Rádio São José 100.5 FM com a participação das pastorais, movimentos e demais instituições envolvidas, além de apresentações culturais, onde representantes da sociedade civil irão expor suas reivindicações e pedidos. Na terça-feira, dia 7 de setembro, no lugar da tradicional caminhada pelas ruas da cidade, será realizada uma celebração na Igreja São José, às 7h30, e logo em seguida um ato popular na Praça Veiga Cabral.

Entre as motivações intituladas para o Grito 2021, estão as quase 580 mil mortes pela COVID-19; desmonte da saúde pública (SUS); a carestia e a fome que voltaram com tudo e assolam as camadas empobrecidas da população; o desemprego e a não demarcação das terras indígenas e o grito profético dos povos indígenas dizendo “Não ao Marco temporal”.

Nestes 27 anos de história, o Grito dos Excluídos e das Excluídas mudou a cara do 7 de setembro e da Semana da Pátria, e chama a população para descer das arquibancadas dos desfiles cívicos e militares e participar, ativamente, na luta por seus direitos, nas ruas e praças, nos centros e nas periferias de todo o Brasil.

(Texto: Diocese de Macapá/Pastoral da Comunicação)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.